Kusturica & No Smoking Orchestra

Do grande écran para o palco do coliseu. A banda sonora de "A vida é um milagre" vai ser apresentada em Lisboa no dia 17 de Janeiro.

O realizador jugoslavo Emir Kusturica e a sua banda No Smoking Orchestra actuam no dia 17 de Janeiro no Coliseu dos Recreios. Actualmente estão em digressão pela Europa e, depois do concerto em Portugal, partem para Israel.

A digressão A life is a miracle assenta na banda sonora que o grupo compôs para o último filme do realizador, A vida é um milagre. Emir (baixista) e Dejan Sparavalo (o violinista) compuseram as músicas e as letras foram escritas por Nelle Karadjic. O resultado é uma mistura de ópera, música cigana, punk-rock e música clássica.

Kusturica é mais conhecido pelo seu trabalho como realizador, mas desta vez vem a Portugal na qualidade de músico. Aliás, parte do encanto dos seus filmes é, precisamente, a sua banda sonora.

Emir nasceu no dia 24 de Novembro de 1954 em Sarajevo, ex-Jugoslávia (actualmente Bósnia-Herzegovina). Recebeu duas Palmas de Ouro no Festival de Cannes pelos filmes When father was away on business e Underground, um Urso de Ouro no Festival de Berlim por Arizona Dream e o Leão de Prata no Festival de Veneza pelo filme Gato preto, gato branco.

É o único filho de um homem que, como muitos Jugoslavos, abraçou a ideologia comunista quando Tito ascendeu ao poder. Quando o pai trabalhava no Ministério de Informação da Bósnia, Emir começa a dar-se com pessoas que se opunham ao regime de Tito. É por isso que, aos 18 anos, os seus pais o mandaram para a famosa FAMU (a escola de Praga onde estudou, por exemplo, Milos Forman) para estudar cinema. As suas primeiras curtas-metragens foram muito elogiadas pelos professores. A partir deste momento, apercebeu-se de que os filmes seriam o seu testemunho e o seu legado para a posteridade. Em 1986 entra na banda cigana de techno-rock Zabranjeno Pusenje como baixista, criada em 1980 em Sarajevo por Nele Karadjic. Tornou-se a mais significativa expressão musical de uma corrente chamada New Primitivism, um movimento cultural de resistência criado nos anos de transição pós-Tito. Imediatamente causou polémica, tendo sido alvo de censura por parte das autoridades jugoslavas.

Depois de dois anos de concertos em pequenos teatros em Sarajevo, gravaram o primeiro álbum em 1984 Das ist Wasser. Também neste ano, a banda apareceu na série de televisão Surrealist Top List, um falso noticiário que, na realidade, era uma sátira da política jugoslava. Os problemas começaram quando Nele Karadjic fez comentários irónicos sobre a morte de Tito perante um público cheio de seus apoiantes.

Apesar dos obstáculos colocados pela máquina de propaganda oficial do país, conseguiram gravar o segundo disco, Waiting for the Sabbath with the devil, em 1985. Dada a censura oficial, as vendas deste álbum foram reduzidas. Em 1986 a banda teve de se reorganizar – alguns dos membros iniciais saíram e foram substituídos por outros, nomeadamente por Emir.

Em 1987 gravam Greetings from safari land e, no ano seguinte, A little story of a great love. Em 1994, durante os conflitos, a banda teve de se reformular novamente. O filho de Emir (Stribor) entra na banda como baterista e o grupo passa a chamar-se No Smoking Orchestra (a tradução inglesa de Zabranjeno Pusenje). No entanto, parte dos membros do grupo mantêm o nome antigo e têm uma carreira paralela. É por isto que no site oficial de Zabranjeno Pusenje, a banda partilha parte da sua discografia com a No Smoking Orchestra.

Em 1998 a banda compõe a banda sonora de Gato preto, gato branco. Depois da digressão Side effects no Verão de 1999 e da sua actuação no Festival de Veneza, além de inúmeras participações como convidados em programas de televisão, em 2000 a banda compõe Unza unza time. Em 2004 lança Life is a miracle.

A banda começou a sua digressão mundial em Istambul em Junho. Passaram também pela Alemanha, Luxemburgo, Suécia, Áustria, Suiça, Rússia, Espanha. Depois de Portugal partem para Israel onde terminam a sua digressão no dia 5/02. Os bilhetes para o Coliseu custam 30 euros.

Quem está familiarizado com os filmes de Kusturica, sabe que parte do seu encanto vem da música contagiante que nos faz saltar e dançar. Um concerto verdadeiramente imperdível!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This