3

Let’s Sing 2018 | Análise

Mostra ao mundo quem é realmente a nova sensação do momento!

Disponível para a PS4, Nintendo Switch e Wii, já está nas lojas a mais recente entrada na série Let’s Sing. Renovem o stock de copos lá de casa e a solo ou com amigos e familiares, levantem bem o som e mostrem ao mundo quem é realmente a nova sensação do momento! Se por acaso se aperceberem que a gataria ou outra bicharada do vosso bairro desapareceu de um dia para o outro ou que alguns dos vossos vizinhos de repente se decidiram mudar… Pura inveja, meus amigos. Vocês irradiam talento a mais, é o que é.

Ao todo são 4 os modos que te irão permitir brilhar no palco virtual de Let’s Sing 2018. O modo clássico está de regresso e claro que será aqui onde irás passar a maior parte do teu tempo, juntamente com um máximo de três amigos a competir pelas melhores pontuações. Se quiseres apimentar um pouco as coisas, o jogo oferece-te ainda os modos: Featuring, TV e Mix Tape, a grande novidade desta edição. Anteriormente apelidado por Duet, o modo Featuring é agora uma experiência que pode ser desfrutada a solo ou em colaboração com outro jogador e cuja pontuação, designada por compatibility score, agora depende de quão bem os dois participantes cantam em conjunto. O modo TV também marca o seu regresso mas os veteranos vão lembrar-se dele com o nome By Heart. Muda o nome mas o objectivo, esse é igual. Aqui, temos de provar que conhecemos as nossas músicas preferidas de cor, preenchendo os espaços vazios da respectiva letra que surge no ecrã, cantando as palavras correctas. Mas a principal novidade é mesmo o Mix Tape que promete oferecer um leque de possibilidades bastante vasto. Isto porque, de acordo com o estilo de música seleccionado, o jogo irá criar um medley, com trechos de 7 das músicas presentes neste Let’s Sing 2018.

Ainda que pareçam poucos os modos de jogo, convenhamos que, por mais que hajam, mais não servem de desculpa para gritar… desculpem, cantarmos as nossas músicas preferidas. Ao todo o leque de músicas disponível estende-se a cerca de 30 músicas, o que é pouco, a meu ver. Por muito que se faça acompanhar pelos mais recentes sucessos – como “My Way” de Calvin Harris, “Hymn for the Weekend” dos Coldplay, “Rockabye” dos Clean Bandit, “Closer” dos The Chainsmokers em conjunto com Halsey ou ainda “I Hate U, I Love U” dos Gnash e “7 Years” de Lukas Graham – o leque não deixa de ser escasso, evidenciando a ausência de nomes de tão ou maior fama e peso no mundo da música que certamente teriam conferido uma maior pertinência a Let’s Sing, quando comparado com os demais jogos do género.

O facto é que quem não for fã da maioria das músicas presentes, como eu, dificilmente terá mais do que duas ou três músicas para se divertir. Felizmente que, no meu cantinho do Rock n’ Roll, tinha “We are the Champions” dos Queen e que Let’s Sing 2018 também me ofereceu “Imagine” de John Lennon. Cantei estas duas músicas a plenos pulmões em busca das maiores pontuações, mas reparei que quanto mais cantava mais fácil era pontuar. Não por estar a cantar necessariamente melhor, mas porque quanto mais progredia no jogo a mais multiplicadores tinha acesso.

Quanto mais lutava pelos pontos, mais evidentes eram as falhas de Let’s Sing 2018. Tive pena que o jogo não recompensasse o meu esforço e dedicação e que fosse até relativamente fácil aldrabar o sistema. Para pontuar, bastava jogar, balbuciando palavras ou emitindo sons. A pontuação lá ia crescendo, cada vez mais choruda, consoante o nível do meu perfil. Tornou-se evidente que Let’s Sing 2018 não está para o canto, como Rocksmith tão bem está para a aprendizagem de Guitarra. Este é um jogo para nos divertirmos um bocado mas que se for levado a sério, acaba por nos desapontar. Resolvi então desligar-me da tabela de pontuações e simplesmente desfrutar do seu conceito básico. Uma vez mais, cantando a plenos pulmões mas doseando o jogo em pequenas sessões, num belo dueto com a minha cara metade, a diversão voltou.

Let’s Sing 2018 não vai ensinar-vos a cantar. Vai sim colocar à vossa disposição algumas das vossas músicas preferidas para que as cantem a vosso bel-prazer em alegres sessões de galhofa com os vossos amigos e familiares. O leque disponível pode não ser o mais abrangente dentro de cada género que oferece mas não deixa de ser uma alternativa interessante aos demais jogos do género. Sobretudo se tiveres amigos com quem desfrutar desta experiência, a diversão está mais do que garantida. Parece que uns vizinhos se mudaram para o andar de cima… A minha mulher diz que é malta que não ouve bem mas, cá para mim… Já estou a ficar famoso…



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This