Lisboa, Capital, República, Popular chega hoje às bancas

““Palavra na Rua” é a manchete da edição 2013 do “Lisboa, Capital, República, Popular!”.

Abril dos cravos com todos os seus valores, ideais e utopias é pretexto para pensar o presente através de música, debates, escrita e cinema.

Actualmente na sua quinta edição, o “Lisboa Capital, República, Popular!” (LCRP) volta a criar um conjunto de iniciativas multidisciplinares inspiradas pelo ideário de Abril e que, ao longo de todo o mês, reflectem sobre questões e acontecimentos que marcam a contemporaneidade do país.

Acompanhando os vespertinos (e o pregão dos ardinas) que lhe dão o nome, LCRP integra a edição de um jornal gratuito cuja manchete este ano é “Palavra na Rua”. O jornal, que este ano contou com direcção editorial do jornalista João Pacheco, é um primeiro rastilho para os espectáculos e tertúlias que completam a iniciativa.

O Jornal:

Com a coordenação editorial do jornalista João Pacheco, o “LISBOA, CAPITAL, REPÚBLICA, POPULAR” de 2013 reúne textos de Jorge Silva Melo, Tiago Rodrigues, Pilar del Río, Rui Portulez, Rui Zink, Frederico Duarte, João Pacheco, Luís Gouveia Monteiro, Miguel Gonçalves Mendes, Margarida Ferra, Nuno Miguel Guedes, Raquel Freire e Tiago Rodrigues, estando o design e as ilustrações a cargo de Paulo Arraiano.

Com uma tiragem de 11.000 exemplares, o LCRP poderá ser encontrado, a partir de hoje, nos principais quiosques da Avenida da Liberdade, Chiado, Marquês e Cais do Sodré, assim como nos principais pontos da vida cultural e nocturna da cidade.

Os Espectáculos:

O LCRP faz acompanhar a palavra em formato escrito de um conjunto de espectáculos que reafirmam a força da música e da imagem enquanto veículo de comunicação e intervenção

Nesta edição de 2013, a música sai à rua pela primeira vez na quinta-feira, dia 18 de Abril, com o espectáculo “As Canções da Ditadura no Brasil”. A partir das 22h30, o Musicbox recebe os músicos Norton Daiello, Flak e Alexandre Frazão, que se farão acompanhar pelas vozes de Márcia, Luanda Cozetti, Afonso Cabral e Jorge Palma. Juntos vão reinterpretar alguns dos temas que marcaram o período da ditadura no Brasil. Hinos como “Proibido, Proibir”, “Cálice” e “Construção” vão partir do Cais do Sodré para ecoar em toda a cidade.

Sexta-feira, dia 19 de Abril, o LCRP propõe uma edição especial do Slam LX. Uma noite onde a palavra dita se assume rainha e se reclama soberana no universo da contestação. Com início às 22h30, o evento volta a trazer ao Musicbox poetas, slammers, escritores e anónimos de viva voz!

No Sábado, dia 20, pelas 21 horas o LCRP sai à rua em “Canto Livre”. Um espectáculo de jovens autores e intérpretes nacionais que sobem a um pequeno palco na Rua Nova do Carvalho para mostrar que a cantiga ainda é uma arma. Pela Rua Nova do Carvalho irão passar Jónatas Pires (Pontos Negros), Diego Armés (Feromona), David Jacinto (Tv Rural), Manuel Fúria, Tomás Wallenstein (Capitão Fausto), Alexandre D’Alva Teixeira, Fernanda Paulo e José Anjos.

No domingo dia 21, pelas 21 horas, também na Rua Nova do Carvalho e numa tela ao ar livre, será exibido o filme “Couraçado de Potemkin”, de Sergei Eisenstein, acompanhado ao vivo pelo Rodrigo Amado Eye. Apontada como a obra mais emblemática do realizador russo, a película narra a história de uma rebelião a bordo de um navio de guerra, servindo de ponto de reflexão para o poder coletivo que caracteriza as revoluções populares.

Todos os espectáculos serão de acesso livre, existindo um bilhete facultativo com o valor de €8,00 para dia 18 e de € 5,00 nos restantes dias.

Os Debates:

Centrando a sua programação na ideia de que celebrar Abril é, sobretudo, pensar como a revolução é um processo contínuo de actualização e contextualização dos princípios fundamentais das democracias modernas, o LCRP organizará um ciclo de debates a terem lugar no Povo Lisboa. O primeiro acontece a 19 de Abril, sob o lema “A palavra na rua”. Uma conversa, moderada pelo jornalista Nuno Miguel Guedes, que envolverá o rapper Chullage, o poeta Miguel-Manso e o designer e artista Miguel Januário. Com início às 19 horas, o encontro desafia a uma análise sobre aquilo que se lê, ouve e escreve no espaço público português, o seu significado enquanto representação de um estado de espírito comum e o seu papel enquanto exercício de expressão e constestação popular.

A dar seguimento às noites de tertúlia, o Povo recebe a 20 de Abril, pelas 19h00, a historiadora Irene Pimentel, o jornalista José Vítor Malheiros e a realizadora Raquel Freire, que, sob a moderação de João Pacheco, falarão sobre “O silêncio e a censura”. Um tema que lançará para cima da mesa questões sobre as novas formas de censura, a forma como os constrangimentos sociais e económicos podem ser uma ameaça à liberdade de expressão e a cada vez mais importante necessidade de os media serem pontos de reflexão, encontro e aproximação entre os cidadãos.

#Palavra na Rua:

Acompanhando o crescimento da importância das redes sociais como fonte de circulação de ideias e mobilização social e acompanhando a temática lançada pelo jornal, o Lisboa, Capital, República, Popular far-se-á também com a colaboração do público, chamado a partilhar algumas das palavras que, na sua óptica, melhor têm ocupado o espaço público da cidade. Para deixarem o seu contributo e visão, os lisboetas poderão fotografar frases, graffittis e intervenções urbanas que entendam ser um sinónimo da temática deste ano: “A palavra anda na rua” e identificá-las com o tag #apalavranarua, partilhando-as assim para redes sociais como Instagram ou o Tumblr.

Recorde-se que o Lisboa, Capital, República, Popular recupera o nome dos quatro jornais vespertinos já desaparecidos — Diário de Lisboa, A Capital, República e Diário Popular —, que eram apregoados pelos ardinas nas ruas de Lisboa, por esta ordem, sobretudo durante os anos de ditadura, num desafio às autoridades e aos agentes da PIDE.”

QUINTA . 18 ABRIL. 22H00
Canções da Ditadura no Brasil com Norton Daiello, Flak, Alexandre Frazão, Luanda Cozetti, Márcia, Afonso Cabral & Jorge Palma
MUSICBOX | CONCERTO | PT
ACESSO LIVRE (bilhete facultativo €8)
SEXTA . 19 ABRIL
19H00

“A palavra na rua” com Chullage, Miguel-Manso e Miguel Januário.
POVO LISBOA | DEBATE | PT
22H00

slam lx
MUSICBOX | POESIA | SPOKEN-WORD | PT
ACESSO LIVRE (bilhete facultativo €5)
SÁBADO . 20 ABRIL
20H00

“O silêncio e a censura” com Irene Pimentel, José Vítor Malheiros e Raquel Freire.
POVO LISBOA| DEBATE | PT
ENTRADA LIVRE
21H00

Canto Livre com Manuel Furia,Tomas Wallenstein, David Jacinto, Jónatas Pires, Diego Armés, Alexandra D’Alva Teixeira, Fernanda Paulo e José Anjos
RUA NOVA DO CARVALHO| CONCERTO | PT
ACESSO LIVRE (bilhete facultativo €5)

DOMINGO . 21 ABRIL. 22H00
Exibição de “Couraçado Potemkin” musicado ao vivo pelo Rodrigo Amado Eye
RUA NOVA DO CARVALHO | CINEMA-CONCERTO | PT
ACESSO LIVRE (bilhete facultativo €5)



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This