Lisboa Dance Festival | Music. Talks. Market

Lisboa Dance Festival | Music. Talks. Market

A capital avança para a conquista da música electrónica

É já no próximo fim-de-semana, nos dia 4 e 5 de Março, que o Lx Factory acolhe a primeira edição do festival urbano Lisboa Dance Festival. O evento assume-se com forte cariz na música electrónica, com o house, a techno e o disco em destaque; no entanto, pretende também mixar com eles o hip-hop assim com misturar com a afrobeat.

A organização está a cargo da promotora Live Experiences, co-responsável pela produção de outros festivais como o Sumol Summer Fest e o EDP CoolJazz.

Enganem-se aqueles que pensam que se trata, apenas, de uma festa para ouvir nomes importantes da música de dança. Não! O LDF pretende afirmar-se com um conceito, ainda, singular, no panorama da electrónica portuguesa actual. Está dividido em três áreas distintas, no entanto interligadas entre elas: Music, Talk e Market.

A área Music, tal como o nome indica, é a parte que aproxima o LDF dos demais. É composta por alguns nomes importantes da musica electrónica, saltando logo à vista o mítico Sven Vath, DJ/produtor alemão com 35 anos de carreira na música techno e proprietário da agência de eventos e record label Cocoon. O duo deep-house Âme, composto por Kristian Beyer e Frank Wiedemann serão, eventualmente o segundo nome mais forte desta edição. Impossível dissociar este nome da aclamada label Innervisions que fundaram juntamente com Dixon. Motor City Drum Ensemble, o germânico que mistura a soul com o house e o techno, Prosumer, Move D, Vakula juntamente com os “nossos” DJ Ride (que vai trazer convidados especiais), Moullinex e Maganizo são apenas alguns dos nomes que compõem o excelente cartaz desta primeira edição do Dance Festival.

Na parte Talks acontecem seminários, workshops, debates e masterclasses com alguns dos nomes mais conhecidos do mundo da electrónica portuguesa. Debates moderados por Isilda Sanches, Vitor Belanciano e Rui Miguel Abreu em torno de assuntos da música de dança. DJ Ride vai dar uma masterclass de scratch, Moullinex leccionará os sintetizadores. A ter em conta que o Talks será, exclusivamente, na tarde do segundo dia do evento!

A última secção, o Market, contará com a presença de lojas de música e equipamento musical. Ainda não foi divulgado a totalidade do que vai acontecer nesta parte do LDF.

Todo o evento será repartido em quatro espaços do Lx Factory. O afterhours estará a cargo do Ministerium Club.

Os dados estão lançados para mais um festival na capital. O Lisboa Dance Festival faz uma aposta arrojada ao abordar a música electrónica em várias vertentes e o propósito é abrir a cortina da música electrónica portuguesa do que acontece antes de ela chegar à pista de dança. Paralelamente a isto, ainda há espaço para ouvir nomes importantes internacionais da música electrónica actual. A opção da organização parece-nos correcta!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This