Lisbon & Estoril Film Festival

LEFFEST 2013

Está de volta o Festival que cruza a melhor selecção de filmes que ao longo deste ano se têm destacado nos mais importantes Festivais de Cinema como Cannes, Veneza ou Berlim, com outras manifestações artísticas que vão desde as artes plásticas, à literatura e à música.

O Lisbon & Estoril Film Festival continua a assumir um papel dinamizador na área da cultura, colocando em diálogo as mais diversas linguagens artísticas e, de 8 a 18 de Novembro, percorre a Marginal e marca presença no Estoril, em Cascais e em Lisboa:

• Centro de Congressos do Estoril
• Casino Estoril
• Casa das Histórias Paula Rego
• Cinemateca Portuguesa (R. Barata Salgueiro)
• Cinema Monumental
• Espaço Nimas (Av. 5 de Outubro)
• Centro Cultural de Belém (CCB)
• Museu Nacional de História Natural e da Ciência (R. Escola Politécnica)
• Musicbox (Cais do Sodré)

Como já é habitual, alguns dos pesos pesados que marcam o panorama da sétima arte vão estar por cá. Os destaques vão para Wong Kar-Wai, Alain Guiraudie, Aleksander Sokurov, Abdellatif Kechiche, James Gray, Arnaud Desplechin, Roman Coppola e Gianfranco Rosi que, mais do que nomes sonantes, são mesmo substanciais no que à história do cinema, da cultura e das artes diz respeito.

Alguns destes surgem inseridos dentro da Secção Homenagens, composta pelos nomes:
Wong Kar-Wai, James Gray, Jorge Silva Melo e Aleksandr Sokurov, e outros estão dentro da Secção Retrospectivas: Alain Guiraudie, Gianfranco Rosi e Arnaud Desplechin.

O director do festival Paulo Branco volta a brindar-nos com algumas das personalidades que já marcaram presença noutras edições do Festival, como é exemplo o Nobel da Literatura J. M. Coetzee que fará, em conjunto com o escritor Paul Auster, uma leitura de correspondência que têm trocado nos últimos anos, e o americano Don DeLillo vem até Portugal não só apresentar o livro “Libra“, como também fará uma leitura de “Submundo“. Encontros íntimos com o público onde dão a conhecer a sua obra literária e permitem a entrada nos seus bastidores muito pessoais.

Poderemos ainda contar com a presença do actor que protagoniza o herói dos quadrinhos Obélix, Gérard Depardieu, e também com Juliette Binoche, uma das maiores actrizes do cinema francês, conhecida por ter participado em filmes como “O Paciente Inglês” ou “Chocolate”.

Nesta 7ª edição o LEFFEST reinventa-se e inova nas propostas no grande ecrã: Os filmes em competição deixam de abarcar apenas produções europeias, para passar a englobar também as grandes estrelas e obras do panorama mundial. Alargando o âmbito do concurso a produções de outras latitudes que não o continente europeu, este ano serão 12 os filmes a concorrer:

  • La Bataille de Solférino“, de Justine Triet, com a presença de Justine Triet e Laetitia Dosch;
  • Stop the Pounding Heart“, de Roberto Minervini, com a presença de Roberto Minervini;
  • Short Term 12“, de Destin Cretton;
  • Harmony Lessons“, de Emir Baigazin;
  • Viola“, de Matías Piñeiro, com a presença de Matías Piñeiro;
  • Palo Alto“, de Gia Coppola, com a presença [sob reserva] de Gia Coppola;
  • Das merkwürdige Kätzchen” de Ramon Zürcher, com a presença de Ramon Zurcher;
  • Tip Top“, de Serge Bozon, com a presença de Serge Bozon;
  • Vic + Flo ont vu un ours“, de Denis Côté, com a presença de Romane Bohringer;
  • Când se lasa seara peste Bucaresti sau metabolism“, de Corneliu Porumboiu, com a presença de Corneliu Porumboiu;
  • Mahi Va Gorbeh“, de Shahram Mokri, com a presença de Shahram Mokri e Mohammad Atebbai;
  • Sieniawka“, de Marcin Malaszczak, com a presença de Marcin Malas Zczak.

E as novidades não se encerram por aqui. Este ano o Júri Oficial do Lisbon & Estoril Film Festival não será composto por peritos em cinema, mas sim por verdadeiras autoridades culturais! São quatro personalidades que se movimentam por outros universos artísticos, e que certamente os irão cruzar com o do cinema de uma forma muito singular. São eles: Carlos Saboga, Arto Lindsay, Dominique Gonzalez-Foerster, VHILS e Diego Masson.

Paulo Branco, na Conferência de Imprensa realizada a 15 de Outubro no Centro Cultural de Belém, fez questão de referir que “Nesta edição vamos ter entre nós os cinco grandes vencedores de festivais de cinema do ano, garantindo um nível de presenças absolutamente excepcional”.

Lisbon & Estoril Film Festival

Pois bem, o lote de antestreias é de facto digno de passadeira vermelha, e o desfile começa a 8 de Novembro com a exibição de dois filmes. No cinema Monumental os holofotes apontam para “Inside Llewyn Davis”, dos irmãos Coen, com exibição marcada para as 22h00:

E, no Centro de Congressos do Estoril, é exibido o mais recente de Roman Polanski,  “La Vénus à la Fourrure”, pelas 24h:

A lista completa das estrelas fora de competição:

  • A Vida de Adèle: capítulos 1 e 2”, de Abdellatif Kechiche (Palma de Ouro no Festival de Cannes), com a presença de Abdellatif Kechiche;
  • Sacro Gra“, de Gianfranco Rosi (Leão de Ouro em Veneza), com a presença de Gianfranco Rosi;
  • Pozita Copilului“, de Calin Peter Netzer (Urso de Ouro no Festival de Berlim);
  • Història de la Meva Mort“, de Albert Serra (Leopardo de Ouro no Festival de Locarno), com a presença de Albert Serra;
  • Pelo Malo”, de Mariana Rondón (Concha de Ouro no Festival San Sebastián), com a presença de Mariana Rondón;
  • Fruitvale Station“, de Ryan Coogler (Grande Prémio do Júri no Festival de Sundance);
  • The Grandmaster“, de Wong Kar-Wai (Filme de abertura do Festival de Cinema de Berlim), com a presença de Wong Kar-Wai;
  • The Immigrant“, de James Gray (Selecção oficial em competição no Festival de Cannes), com a presença de James Gray;
  • Jimmy P. (Psychothérapie d’un indien des plaines)“, de Arnaud Desplechin (Selecção oficial Em competição no Festival de Cannes), com a presença de Arnaud Desplechin;
  • Queer Palm, Un Certain Regard”, de Alain Guiraudie (Melhor Realizador no Festival de Cannes), com a presença de Alain Guiraudie;
  • A Glimpse Inside the Mind of Charles Swan III“, de Roman Coppola, com a presença de Roman Coppola);
  • La Vénus a la Forrure“, de Roman Polanski (Selecção oficial em competição no Festival de Cannes);
  • Inside Llewyn Davis“, dos irmãos Coen (Grande Prémio do Júri no Festival de Cannes);
  • Only Lovers Left Alive“, de Jim Jarmusch (Selecção oficial em competição no Festival de Cannes), com a presença de Yasmine Hamdan;
  • Miele“, de Valeria Golino (Finalista do Prémio Lux), com a presença de Valeria Golino;
  • Glória“, de Sebastián Lelio (Melhor Actriz no Festival de Berlim);
  • Cadências Obstinadas“, de Fanny Ardant (Antestreia Mundial), com a presença de Fanny Ardant, Gérard Depardieu, Nuno Lopes e Franco Nero;
  • O Passado“, de Asghar Farhadi (Melhor Actriz no Festival de Cannes);
  • Stories We Tell“, de Sarah Polley (Prémio da Crítica no Festival de Toronto);
  • L’image manquante“, de Rithy Panh (Prémio Un Certain Regard no Festival de Cannes);
  • Soshite chichi ni naru“, de Hiroka zu Koreeda (Selecção oficial em competição no Festival de Cannes).

Oportunidades únicas para os entusiastas da sétima arte que podem, durante 10 dias, ter contacto com verdadeiras lendas cinematográficas, e que quase sempre se situam um patamar de inacessibilidade.

E porque o charme que este Festival tem vindo a conquistar se deve também ao facto de este permitir uma série de actividades paralelas ao cinema provenientes de universos artísticos mais amplos, este ano merece ainda destaque o contributo de VHILS. Alexandre Farto, habituado a fazer intervenções artísticas urbanas em muros e paredes, muda-se agora durante 10 dias para o Centro de Congressos do Estoril, onde assina uma intervenção artística e uma exposição. A Secção CinemArt Arte Urbana : Hoje e Amanhã contará ainda com a exibição de filmes da obra de VHILS e também de outros dos mais conceituados street artists mundias como AKAY, ±, BLU ou o artista francês JR. Sobre este último, destaque para o filme “Inside Out: The People’s Art Project de Alastair Siddons que percorre a Tunísia, o Haiti, o Dakota do Norte e ainda o Paquistão para convidar todas as pessoas a lutar por aquilo que realmente importa através do poder das suas próprias imagens.

O último destaque vai para a Música no LEFFEST, através da qual podemos contar com a presença de Sophie Auster no Musicbox e no CCB rendemo-nos aos encantos da música de Yasmine Hamdan (responsável pelo tema principal do filme “Only Lovers Left Alive“, de Jim Jarmusch). Espaço ainda para a actuação da dupla composta pelo pianista Piotr Anderszewski e pelo chefe de orquestra Diego Masson, que actuam também no CCB.

ROBOT!” é o espectáculo que celebra os 20 anos da Companhia da coreógrafa Blanca Li, e é também o espectáculo com o qual se coloca um ponto final à 7ª Edição do Lisbon & Estoril Film Festival.

A Rua de Baixo vai andar por lá e promete manter-vos a par de alguns dos melhores momentos. Consultem a programação do Festival e juntem-se a nós!



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This