3

LocoRoco Remastered | Análise

Uma experiência incontornável para os fãs do género, a um preço acessível!

Se és fã do género de plataformas e há 11 anos atrás tinhas uma PSP, então quase que aposto que LocoRoco terá feito parte da tua biblioteca de jogos. O grafismo vibrante bem como a sua banda sonora dinâmica fizeram com que este título não só fosse aclamado pela crítica mas também com que fosse galardoado com vários prémios. Com o passar do tempo, talvez já te tenhas esquecido do tempo que passaste a acompanhar os simpáticos LocoRoco. Mas o mesmo não acontece com a Sony que acredita que, na actual geração de consolas, há ainda espaço para a original abordagem deste jogo ao género de plataformas. Eis que, 11 anos depois, LocoRoco surge revitalizado na sua versão remasterizada!

Em LocoRoco temos de ajudar as simpáticas e roliças criaturas que emprestam o seu nome ao jogo a defender o seu planeta contra os malvados invasores, de nome Moja. Uma vez que se tratam de criaturas pacíficas que adoram passar o tempo a cantar, não se sabem defender. Assim, cabe ao jogador assumir o controlo do planeta e, por intermédio dos botões L1 e R1, incliná-lo para a esquerda ou para a direita de modo a que os LocoRoco possam rolar para a vitória. Se pressionarem os dois botões em simultâneo, podem saltar e contornar os mais variados obstáculos ou alcançar pontos do cenário, de outra forma inacessíveis.

Se lutarem apenas por chegar ao final dos níveis de LocoRoco, a sua longevidade fica severamente comprometida, na medida em que só encontrarão algumas horas de jogo. No entanto, para os jogadores ávidos de completar toda a experiência que tem para oferecer, o caso muda drasticamente de figura. Opcionalmente, LocoRoco, lança-vos o desafio de encontrarem os Mui mui que se encontram perdidos pelos cenários. Mas não ficamos por aqui. Ao longo dos vários níveis, vão dar de caras com peças de fruta que poderão ingerir. As pequenas poderão ser utilizadas num dos três mini-jogos que acompanham este jogo. Já as maiores, a cada uma que comerem, o vosso LocoRoco ganha um companheiro, de um máximo de vinte, que terão de conduzir até ao final do nível. Eu sei que em teoria parece fácil mas na prática, acreditem que o desafio é bem maior do que parece!

Só é pena que, apesar da longevidade que conferem a LocoRoco, estes desafios opcionais tenham apenas como recompensa algumas decorações para a casa dos simpáticos protagonistas. Um sentimento agridoce mas que acaba por ser contornado, graças à boa disposição que é uma constante. Especialmente quando encontramos os diferentes tipos de LocoRoco que se fazem acompanhar por novas cantorias. Não ajuda é que a dada altura, caiam inevitavelmente na repetição e, por isso, recomendo que a vossa experiência com este carismático jogo seja doseada, para que nunca perca o seu charme.

LocoRoco está de volta e se és fã do género, não há desculpa para que te passe ao lado! À primeira vista, alguns poderão pensar que este é um jogo que só irá agradar aos jogadores sequiosos de completar tudo e todos os desafios que tem para oferecer. É verdade que nesse prisma, a longevidade aumenta consideravelmente, sim, mas isto não quer dizer que LocoRoco não seja indicado para os que o queiram jogar ao seu ritmo, como eu. Para dizer a verdade, a sua boa disposição, bem como a banda sonora e o grafismo vibrante que o acompanha, fazem de LocoRoco o jogo ideal para quem realmente aprecia o género e procura uma nova forma de o jogar!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This