Mécanosphère

No dia 4 de Junho, na galeria Zé dos Bois é apresentado “Bailarina”, o segundo álbum de originais deste projecto.

O projecto que junta Adolfo Luxúria Canibal ao francês Benjamin Brejon regressa com o segundo álbum de originais e vai apresentá-lo ao vivo no Bairro Alto em Lisboa na Galeria Zé dos Bois.

Mécanosphère é um projecto que recicla as linguagens do dub pesado e escuro, do hip-hop violento, do drum and bass disfuncional e da poesia sonora, para música free-jazz/electro-acústica. As suas actuações em palco são definidas como sendo experiências catárticas, corrosivas, mesmo mentalmente perturbantes.

Não usam computador, caixa de ritmos, sequênciador, sampler, ou outras máquinas com memória, a música é criada através de uma peculiar e orgânica combinação de percussões, pedais de loop, um orgão de brincar, gerador analógico, efeitos, e de tudo o que puder aparecer (desde guitarras a objectos sonoros).

Não percam a edição de Julho da Rua de baixo e fiquem a conhecer tudo sobre este novo álbum e sobre os Mécanosphere.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This