rdb_medofem_header

“Medos” e “Feminismos”

Hoje, vamos perder o medo? Maria Gil e Miguel Bonneville apresentam, no Negócio, nos dias 26 e 27 de julho, às 21h30, as Palestras-Performances “Medos” e “Feminismos”.

As Palestras-Performances de Maria Gil e Miguel Bonneville são ciclos, torrentes e espirais de construção, num tempo limite versus expiração ritmada, sem nunca perder a sustentação de um chão comum a todos. Os feminismos são nossos e meus. Sente o espetador. O medo é de todos ou apenas meu? Sente o espetador. Espaços íntimos e serenos, que abordam quem ouve e quem sente, sem nunca entornar o limite da dor ou da opressão.

Medo

Duas pessoas manifestam um saber arquivista sobre medos, estão sentadas lado a lado para evocar medos passados presentes e futuros; autobiográficos ou não. Medos que se transformam em medos sociológicos, em manifestações do controlo político que é exercido sobre a sociedade, sobre as pessoas. A partir dos conflitos internos de cada performer constrói-se uma apresentação fragmentada com direito a pequenos atos de sarar que não pretendem mais do que transformar veneno em remédio.

Tenho medo de ter dívidas enormes das quais não sei. Tenho medo de esperar infinitamente. Tenho medo de ligar para lá para marcar o meu lugar. Acho que só lá fui uma vez e gostava de nunca mais lá voltar. Tenho medo de assistir a cenas dramáticas e de pensar que não há nada que eu possa fazer. De pensar que a minha cena dramática acontecerá também, talvez só dentro do meu corpo. Que há milhões de pessoas em situações muito piores e que é absolutamente ridículo nascermos para isto, para sermos números e termos funções e para vivermos eternamente sob a tirania de um paizinho – de vários paizinhos – que nos fodam a torto e a direito. Prefiro pai nenhum a paizinhos destes e paizinhos daqueles.

Feminismos

De forma nostálgica e pessoal evocam-se algumas das performances mais significativas para a arte da performance feminista, seguindo-se uma reflexão pessoal sobre a prática do feminismo nos dias de hoje. A palestra termina com a recriação de duas performances feministas do século XX.

Perguntei-lhe o que é que ela achava sobre a emancipação das mulheres e ela respondeu-me que achava bem, depois perguntei-lhe o que é que ela achava sobre as mulheres poderem exercer a sua sexualidade sem tabus e ela respondeu-me que achava bem, depois perguntei-lhe o que é que ela achava sobre a violência doméstica e de esta estar a aumentar com a crise, sobretudo nos jovens e ela respondeu-me que achava mal, e finalmente perguntei-lhe o que é que ela achava sobre o papel das feministas na sociedade e ela respondeu-me que as feministas pensam muito nelas, que são muito egoístas.

Criado em 2004 e dirigido por Maria Gil e Pedro Silva, o Teatro do Silêncio, destaca-se pela dimensão experimental, pela proximidade com o público e pela transdisciplinaridade. Alguns dos últimos espetáculos foram apresentados em festivais e feiras de teatro em locais como Santiago de Compostela, Glasgow, Guimarães, Tavira e Huesca. Atualmente, o grupo ocupa o Lavadouro Público de Carnide, espaço partilhado com as lavadeiras locais e criadores nacionais. As Palestras-Performance “Medo” e “Feminismos” nascem do vínculo à “Roupa Suja”,  um projeto baseado nas experiências das mulheres que usam o Lavadouro e onde a máquina-de -lavar-roupa não tem presença habitual no seu quotidiano. Para os criadores, Maria Gil e Miguel Bonneville “o medo tem a ver com o lavar a roupa suja, com um lado pessoal de ser confrontado com medos constantemente, de os querer enfrentar de frente”.  E, afinal, neste fim-de-semana, qualquer um dos dias é um bom dia para perder o medo.

 

Ganha convites.

 

Ficha Artística

Direcção: Maria Gil
Co-Criação: Maria Gil e Miguel Bonneville
Apoio Cénico: Pedro Silva
Produção: Teatro do Silêncio 2013

http://teatrodosilencio.blogspot.pt/

Sexta e Sábado, 26 e 27 de Julho às 21.30
Negócio _ Rua de O Século, nº 9 porta 5
A bilheteira do NEGÓCIO abre às 21h

 

Duração: 1h aprox.

“Medos” e “Feminismos” é um projecto apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This