herbie180514

MIMO Festival Amarante 2017

A cidade de Amarante volta a ser palco do MIMO Festival Amarante que se realiza de 21 a 23 de Julho e conta com 52 actividades, entre música, cinema, programa educativo, fórum de ideias e poesia.

O norte-americano Herbie Hancock; os brasileiros Rodrigo Amarante, Nação Zumbi e Céu; os tuaregues Tinariwen; a cantora londrina Ala.Ni; a parceria entre os brasileiros Hamilton de Holanda & O Baile do Almeidinha e a cabo-verdianaMayra Andrade; o titã do ethio-jazz e o quinteto parisiense Girma Bèyènè & Akalé Wubé; a ‘artista do ano’ pelos Victoires Du Jazz 2016, os prémios franceses equivalentes aos Grammys, a baterista e compositora Anne Paceo, actuam em exclusivo no MIMO Festival Amarante 2017. Da programação fazem ainda parte o cantor “maldito”, um dos nomes mais inquietos, inovadores, criativos e irreverentes da MPB, Jards Macalé; os portugueses Manel Cruz, Ricardo Ribeiro, Três Tristes Tigres, Filipe Raposo, Quarteto Arabesco convida Pedro Jóia e Coro da Câmara de Lisboa; e a parceria entre os Camarões e Cuba assinada por Richard Bona & Mandekan Cubano.

Além da música, fazem parte integrante do cartaz o Festival MIMO de Cinema; o Programa Educativo com workshop de Anne Paceo, Ala.Ni, Rafael dos Anjos, oficina de Walter Areia e uma masterclasse com Pedro Jóia; o Fórum de Ideiascom conversas moderadas por Jorge Guerra e Paz com Manel Cruz, Nação Zumbi, Ricardo Ribeiro e Jards Macalé; a Chuva de Poesia com textos de poetisas de todo mundo como a nossa Sophia de Mello Breyner Andresen, a brasileira Ana Cristina César, a russa Marina Tsvietáieva, a norte-americana Emily Dickinson, a grega Safo e a indiana Rupi Kaur; e um Roteiro Cultural Guiado que visita a história, a tradição e a natureza de Amarante.

De acesso gratuito, o MIMO Festival Amarante realiza-se de 21 a 23 de Julho no Parque Ribeirinho, Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Igreja de São Gonçalo, Igreja de São Pedro, Centro Cultural de Amarante e Cinema Teixeira de Pascoaes. 

Cinema

Sem perder de vista o elemento central do festival – a música – o MIMO Festival Amarante pisca a olho a várias outras manifestações artísticas e gosta de olhar a música a partir delas. É o que se passa com o Festival MIMO de Cinema.

Durante a edição deste ano do MIMO Festival Amarante – que acontece de 21 a 23 de Julho – são muitos os filmes que apresentam outros olhares sobre o mundo da música e dos músicos.

Rejane Zilles, directora do Festival MIMO de Cinema explica a lógica da programação: “Procurei trazer a Amarante um panorama de filmes brasileiros com valor artístico evidente, que tiveram excelente repercussão no Brasil e que ainda não tinham sido lançados no circuito português. Trata-se de uma selecção de obras que oferece ao público a rara oportunidade de as conhecer e, em alguns casos, de apreciar a história dos artistas na tela, fazendo sempre a ponte para a programação musical do MIMO. Como acontece, por exemplo, com o grupo Nação Zumbi no filme ‘Chico Science, Caranguejo Elétrico’; com Jards Macalé, retratado no  documentário ‘Jards’, de Eryk  Rocha, e na curta-metragem ‘Tira os óculos e recolhe o homem’.”

A curadora – também ela cineasta – acrescenta que, no que diz respeito à oferta nacional, procurou “documentários sobre músicos e grupos com histórias interessantes, pontuados por trajectórias e estilos musicais bem distintos que, em comum, têm o carinho do público português”.
A partir deste “olhar luso-brasileiro” sobre o cinema, surgiram vários outros olhares e destaques… desde o filme sobre José Mário Branco a um outro sobre Celeste Rodrigues, sobre Vinicius de Moraes e Tim Maia… num total de 15 que poderão ser vistos – gratuitamente, como toda a programação do MIMO Festival Amarante – no Cinema Teixeira de Pascoaes e no Museu Amadeo de Souza-Cardoso.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This