rdb_brunonunesModaLx_header

Moda Lisboa Freedom

A opinião do manequim Bruno Nunes.

Numa breve análise àquela que será a 38ª Edição da Moda Lisboa, posso dizer que aguardo com expectativa o lançamento das novas colecções da estação Outono/Inverno dos 21 criadores portugueses e do criador convidado vindo directamente da Polónia (Piotr Drzal) que mostrará como evoluem as tendências longe do nosso país. Com algumas ausências bastante relevantes em termos de estilistas (Ana Salazar, a dupla Alves/Gonçalves e Aleksandar Protic) e patrocinadores (17 edições depois, a Seat abre espaço à Citroen como principal patrocinador), veremos como os restantes representantes presentes ilustrarão o tema Freedom desta edição que, segundo a organização, “representa a liberdade de pensamento e a renovação do estabelecido”. Posso adiantar que o criador Nuno Gama, para o qual desfilarei, trará algumas novidades bastante interessantes e uma “pequena brincadeira” que envolve os modelos durante o seu desfile. Por isso, às 22.00 horas do dia 10 quero todos a encher as bancadas do Pateo da Galé, num show único e imperdível.

Num país que sente uma situação de crise económica, as pessoas procuram, ainda assim, acompanhar as últimas tendências e ostentar vestuário dos seus criadores e marcas favoritos, na medida do possível (orçamento disponível). Nesse sentido, valoriza-se cada vez mais o que ao mesmo tempo é diferente (original) e vanguardista. Isso reflecte-se numa multiplicidade de visuais distintos que possuem traços únicos e caracterizadores, quer da personalidade da pessoa que adopta determinado visual, quer do estilo das marcas/criadores de sua eleição. Assim se forma um conjunto populacional bastante heterogéneo, que neste momento caracteriza o nosso país.

Resta-me desejar a todos que continuem a zelar pela vossa imagem e que acompanhem a Moda portuguesa, que tanto precisa de incentivo para continuar a dar frutos em qualidade, como tem dado.

Quem é o Bruno Nunes? [auto-biografia]

Quando requisitado para um retrato de mim próprio (auto-biográfico), a primeira característica que me surgiu como dado relevante sobre a minha personalidade e que é constantemente apontado por amigos e familiares, é o facto de ser uma pessoa extremamente distraída, ou seja, no “mundo da lua”. Aos 21 anos, posso dizer que em termos pessoais me motiva bastante o cuidado com o meu aspecto exterior, sendo que jamais abdico do ginásio e alimentação regrada, como partes integrantes do meu quotidiano. Bem-disposto, simpático, comunicativo, mas ao mesmo tempo bastante envergonhado, considero ainda ter imenso para descobrir e para cultivar na minha pessoa em termos físicos e psicológicos, na medida em que me considero bastante longe de atingir os meus limites. Como adoro desafios e ultrapassar o que consigo atingir, jamais consigo estagnar num limiar de satisfação pessoal.

Sou estudante de profissão, estou no 2º ano de Gestão de Empresas no ISCAL e posso dizer que a Moda surgiu na minha vida como que de “pára-quedas”, com uma proposta por parte de um criador, sem sequer estar agenciado. Antes já tinha feito algumas coisas na área da imagem, como catálogos de roupa desportiva e fotografia, mas nunca tive como ambição esta área, até descobrir o fascínio pelo mundo da Moda. Hoje em dia, passado 1 ano, 2 edições da Moda Lisboa e 1 do Portugal Fashion, para criadores e marcas distintas, várias sessões fotográficas, a final do concurso “Corpo de Capa Men’s Health” e, com isto, possibilidade de fazer várias presenças em eventos festivos; posso afirmar que encaro com bons olhos uma carreira nesta área, sem esquecer o meu curso e as minhas ambições a ele associadas.

O manequim Bruno Nunes é agenciado pela Central Models

 

Preview MLX: Como se faz uma ModaLisboa?


Quinta-feira
18H00 – Saymyname (LAB) – Sala A
19H00 – White Tent – Sala B
20H00 – Lidija Kolovrat – Sala C
21H30 – Luís Buchinho – Sala C

Sexta-feira
18H00 – Vítor (LAB) – Sala A
19H00 – Katty Xiomara – Sala B
20H00 – Dino Alves – Sala C
21H30 – Ricardo Preto – Sala C

Sábado
14H30 – Valentim Quaresma – Sala A
15H30 – Os Burgueses (LAB) – Sala B
16H30 – Daniel Dinis (LAB) – Sala A
17H30 – Maria Gambina – Sala C
18H30 – Piotr Drzal (Guest Designer) – Sala B
19H30 – Miguel Vieira – Sala C
20H30 – Nuno Baltazar – Sala C
22H00 – Nuno Gama – Sala C

Domingo
15H00 – Ricardo Andrez (LAB) – Sala A
16H00 – Marques’Almeida (LAB) – Sala A
17H00 – Ricardo Dourado – Sala B
18H00 – Pedro Pedro – Sala C
19H00 – Alexandra Moura – Sala C
20H00 – Filipe Faísca – Sala C



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This