20180311_MLX_50_day_three_088

MODALISBOA N.50 | Dia 3

Dino Alves desconstruiu a ideia de desfile no último dia da 50ª edição da ModaLisboa.

,

20180311_MLX_50_day_three_277Foi na Estufa Fria que se deu inicio ao primeiro desfile do terceiro dia de Lisbon Fashion Week com “Uncanny” de Olga Noronha | LAB. A artista uniu o conceito de imaginação e realidade num só fazendo desfilar pelo ambiente mágico da Estufa Fria corpos distorcidos em poliuretano, silicone e folha de ouro, iluminados pelos tons menta, verde esmeralda e vermelho sangue. Ao longo do desfile as manequins surgiam entre a vegetação e o lago como se tivessem subido pela primeira vez à superfície envoltas em espumas coloridas e olhares inspiradores, o que não sendo o objetivo da designer levou à associação imediata ao A Forma da Água, vencedor do óscar de melhor filme.

David Ferreira, também da plataforma LAB, apresentou, ao som da música surviver, a coleção “Grandma’s Girl”, para o próximo outono-inverno, inspirada na personalidade e atitude única da sua mulher. A sua musa brinca com o guarda-roupa da avó e enfatiza o que o futuro pode ser. Mas não sem sentido de humor.  Uma coleção que se afasta das exuberâncias do criador para se tornar mais usável no dia-a-dia das mulheres portuguesas. Em tons de bege, dourado, lilás e preto, complementadas com bordados e penas, as peças proporcionam uma elegância sem esforço e destacam a qualidade do vestuário de David Ferreira, assim como a sua rigorosa atenção ao detalhe. Roubar o guarda-roupa das avós e dar-lhe um flare nunca esteve tão IN.

O veterano Filipe Faísca apresentou “Sexto Sentido” que encontrou nos bordados da Madeira e no amor sem estação o seu mote. O romantismo e simplicidade refletiu-se na escolha de tecidos leves, fluidos e esvoaçantes e nas tonalidades mais claras intercaladas com grandes blocos de transparências que unem ao romantismo feminino o seu lado mais sensual. Nesta coleção os Louboutin ficaram nas prateleiras para dar lugar ao calçado Roger Vivier, com inspiração nos modelos Manolo, e o rosto das manequins foi adornado com óculos de três lentes criados em parceria com a marca Olhar de Prata.

 20180311_MLX_50_day_three_111 20180311_MLX_50_day_three_107

A chuva no exterior do Pavilhão Carlos Lopes não parava de cair, ouvia-se o vento a entrar pelo recinto a dentro e a vontade de abraçar os tons escuros na segunda-feira que se seguia foi contrariada pela explosão de cor proposta por Lidija Kolovrat. Uma coleção inesperada que partilha com o público imagens da designer em momentos familiares através dos prints estampados nas suas peças. Silhuetas baggies tornam-se elegantes com cinturas marcadas e aplicações em renda. Na coleção feminina, o rosa e o amarelo saltam à vista, na masculina, o destaque vai para o verde e o azul.

20180311_MLX_50_day_three_004 20180311_MLX_50_day_three_021

The TFK’S (TrustFundKids) foi a inspiração para a coleção de Ricardo Andrez. A coleção surgiu em forma de sátira social aos jovens que fazem um uso ignorante das marcas. Afirmam-se amantes das labels porque é cool e valorizado pelas suas relações mais diretas. As referências ao tartan da Burberry, o polka dot e, claro, a capa do albúm Nevermind dos Nirvana assumiram grande parte dos modelos da coleção.

As luzes acendem-se, o público olha à sua volta e vê sacos de lixo perdidos na passerelle, de repente entra a equipa de limpeza que os começa a recolher, a produção que corta os contraplacados que separam o recinto do desfile do backstage e quando damos por nós metade da passerelle foi arrancada, faz-se silêncio e entram os modelos. “A Outra Verdade” foi a proposta arrojada do criador português Dino Alves que teve o privilégio de realizar o último desfile da 50ª edição da ModaLisboa desconstruindo a própria ideia de desfile. Silhuetas distorcidas e com dimensões fora do comum, cortes assimétricos e cinturas propositadamente mal marcadas. Quanto às cores: o azul água, o cor-de-laranja e o amarelo saltam imediatamente à vista.

Menos atrasos, melhores condições para a imprensa, desfiles com emoção e mensagens fortes, estilistas com evoluções inesperadas e tendências que nunca desiludem. Foi assim a 50ª edição da ModaLisboa

 

 

 

 



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This