3¼ dia Moda LX 2011

ModaLisboa | Transfusion – Dia 3

Star power is all in.

Penúltimo dia da ModaLisboa e, tal como se fazia adivinhar, registou-se uma enchente de público. Com um horário de desfiles bastante compacto, Filipe Faísca, Lidija Kolovrat, Dawid Tomaszewski, Adidas, White Tent e Nuno Baltazar, apresentaram assim as suas propostas para o Verão 2012. O número de figuras públicas presentes no evento registou também uma subida, em relação aos dois dias anteriores.

Filipe Faísca apresentou uma colecção cheia de formas fluídas, silhuetas chiques e uma clara alusão à tendência boudouir, com peças de lingerie de inspiração vintage: hot-pants de cintura subida e soutiens de formas cónicas. Materiais como mousseline, georgette, seda e malha de viscose aliaram-se a cores de tons ácidos e cítricos, resultando numa sensação de frescura e leveza. Amarelo, laranja, coral, dourado, vermelho, nude e neon, também o preto e o branco foram as cores da colecção. De referir apenas o inesperado final, com o designer e a modelo Flor a arrancarem sorrisos a toda a sala.

Tendo como título Colibri, Lidija Kolovrat apresentou uma colecção com fortes padrões gráficos aliados a uma silhueta relaxada e descontraída. Materiais leves e naturais contrastam com materiais mais tecnológicos. Ousados padrões gráficos de influência natural, tanto no vestuário masculino, como feminino são as apostas da designer para a próxima estação.

Considerado por muitos dos presentes como a grande revelação desta edição da ModaLisboa, o polaco Dawid Tomaszewski apresentou uma colecção coerente que, tendo como inspiração a pintura do século XVII, reflecte sobre a morte como uma parte positiva da vida. Vestidos fluídos em chiffon e fatos masculinos clássicos, desenhos de flores translúcidas, aplicações de pedrarias e transparências; tudo isto numa paleta cromática que incluía vários tons de beges e cinzas, apenas quebrado com a introdução de várias peças em tom fuschia. Arrancou suspiros à grande maioria do público feminino presente na sala.

Quem vai ao desfile da Adidas já sabe que as tendências ou as roupas são deixadas para segundo plano. Aqui o que conta é a boa disposição e as muitas caras conhecidas do público que emprestam a cara (e alguns sobretudo o corpo) ao desfile da marca. Rui Unas, Rita Pereira, Naide Gomes, Nélson Évora, Ana Rita Clara e Ângelo Rodrigues foram apenas alguns deles… Em relação à roupa da marca, fortes influências da cultura pop americana, silhuetas icónicas da Adidas e uma mistura entre a selva urbana e o estilo ocidental são as grandes apostas.

A dupla White Tent apresentou uma colecção inspirada no movimento contínuo da arquitectura contemporânea e de uma fluidez minimalista. Minimalismo foi a palavra de ordem, com a desconstrução de silhuetas oversized, pontuadas por reflexos metálicos. O verde, o azul, o bege e o laranja, bem como o prateado constituem a paleta cromática da colecção.

A fechar o terceiro dia, Nuno Baltazar e a sua colecção Ma Dame, onde a cidade de Paris é vista pelos olhos de uma parisiense. Uma mulher dinâmica, cosmopolita e eclética, de silhueta fluída e depurada. Azul, verde pavão, navy, escarlate, jaspe e baunilha constituem a paleta cromática. Apesar de uma sensação de déjà vu em algumas peças, os vestidos sem costas e os decotes geométricos não desiludiram.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This