MONSTRA 2013

MONSTRA 2013

12º Festival de Animação de Lisboa

Este ano a MONSTRA regressa maior do que nunca com, não um, mas dois Países a serem homenageados. Falamos do Brasil e de Espanha, dois Países, que segundo Fernando Galrito, o director artístico do festival, estão em termos de animação “muitos mais ligados à sua etnologia e etnografia, do que outras cinematografias internacionais”.

O festival decorrerá entre 7 e 17 de Março e, uma vez que este ano se dedica a dois Países, irá conter duas sessões de abertura. A primeira a decorrer no dia 7 será a dedicada ao Brasil, onde será exibida uma retrospectiva de Chico Liberato (com a presença do autor) e Thomate. Além de Liberato poderemos contar, também, com as presenças de Wilson Lazaretti e Felipe Januzzi, bem como com a exibição de mais de 100 filmes de origem brasileira.

No dia 11 de Março será a vez de celebrar o Cinema espanhol com a segunda sessão de abertura do festival onde será apresentado o filme “O Apóstolo” de Fernando Cortizo – com a presença do autor. Nestes dias o festival irá exibir programas do País Basco, da Autónoma de Madrid, Galiza, Valência, Catalunha e ainda uma homenagem a Segundo de Chomón. Anna Solanas, Jordi Artigas, Ferran Galard, Sam e Alfonso Rodriguez serão alguns nomes ligados ao Cinema espanhol que estarão presentes no festival.

O Cinema de Animação japonês tem sido uma constante no festival e, como não podia deixar de ser, regressa em força com mais uma série de propostas aliciantes, tais como a exibição do icónico “Hotaru no Haka” (“Grave of Fireflies”) de Isao Takahata; “Momo e no Tegami” (“A Letter to Morno”) de Hiroyuki Okiura e “Kokuriko-zaka kara” (“From up on Poppy Hill”) de Gorõ Miyazaky, a segunda longa-metragem do filho do célebre realizador Hayao Miyazaki. Isamu Imakake e Mirai Mizue são os dois realizadores japoneses que marcarão presença no festival, onde o segundo irá realizar uma masterclass e ter uma retrospectiva dedicada à sua obra.

Como também é costume, a MONSTRA irá exibir alguns clássicos do género e, se no ano passado tivemos o provocador “Fritz the Cat”, este ano não é caso para ficarmos menos entusiasmados com as propostas sugeridas. “Akira” de Katsuhiro Otomo (realizador e autor da BD) é um dos filmes mais fortes na História da animação japonesa e cujas influências se espalharam ao longo de todo o globo, marcando cineastas como Spielberg, Lucas ou os irmãos Wachowski. Será exibido também o grande encontro entre o Cinema de carne e osso e o Cinema de Animação, “Quem Tramou Roger Rabbit”, aquele que é sem dúvida alguma um dos trabalhos mais importantes na carreira de Robert Zemeckis.

O espaço para as crianças – A Monstrinha – continuará a marcar uma presença assídua no festival e nas escolas, onde se destacam as exibições de dois filmes brasileiros, “O Grilo Feliz e os Insectos Gigantes” e “Os Brichos”.

Além das competições habituais, tais como a dedicada às longas-metragens, aos estudantes, às curtíssimas e a continuação, pelo segundo ano consecutivo, do prémio SPA|Vasco Granja, este ano teremos ainda uma outra novidade, a criação do “Prémio Produção” cujo objectivo é premiar o melhor projecto de filmes português.

Nestes 10 dias, onde 48 países estarão representados, a MONSTRA promete ter no seu 12º ano a sua maior edição até à data. Resta-nos agora passar por lá para o comprovar.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This