rdb_mundano_header

Mundano Objectos

A dualidade Masculino/Feminino.

Definida como uma boutique de arquitectura e design, a Mundano inaugurou, no passado dia 12 de Outubro, o seu segundo espaço no Porto. A par da loja propriamente dita, onde o design de autor facilmente cativa quem por lá passa, foi inaugurada a exposição Masculine / Feminine, uma iniciativa de Yoad David Luxembourg que explora a dualidade entre o universo Masculino e o Feminino, convidando seis pares de designers da Holanda e de Portugal para criarem, de forma experimental, peças de cerâmica em pequenos fornos caseiros (Ceramic Crumb Ovens). Deste trabalho resultaram seis diferentes perspectivas sobre o tema, traduzidas em objectos de pequena dimensão que, ao longo da exposição, podem ser observados através de uma lupa.

Seguindo o som de «My Baby Just Cares For Me», pela voz de Nina Simone, no final da escadaria descendente, dispõem-se oito mesas de madeira, numa sala amplamente iluminada, onde a curiosidade pelas pequenas peças é notória. Antes de se observarem as obras criadas, uma minúscula representação humana que fita o letreiro “Ceramic Crumb Ovens”, numa mesa defronte das escadas, apresenta-nos o conceito técnico que serve de base a um universo dual que se complementa e ao mesmo tempo diverge.

Daniela Pais e Yoad David Luxembourg inspiraram-se em três perspectivas distintas (mitologia, filosofia de Este e o modo de vida moderno) para criar três diferentes tipos de botões que pretendem perpetuar as crenças e moral que estas mesmas perspectivas representam. Segundo os designers, é o género que “nos dá o conhecimento e o know how, físico e psicológico”.

Pelas mãos dos Studio Design Drift surge o “ceramic LED lifting” que combina a singularidade da beleza etérea que alia luz e textura com pequenas peças de tecnologia electrónica, duras, exactas. Os autores dizem não balancear o feminino/masculino no seu trabalho por serem individualidades próprias, questão que se sobrepõe ao género.

A dupla Pedrita, composta por Rita João e Pedro Ferreira, conjuga Omega (Masculino) com Meteorite (Feminino), com um conjunto de pequenas peças que simbolizam a complementaridade de qualidades. Para os designers, segundo a sua experiência, o conceito de Masculinidade ou Feminilidade de um determinado objecto depende de quem o usa/vê e não do objecto em si.

A parelha de designers BCXSY representa a dualidade do género através de sete vasos, ora inteiros, ora quebrados, negros, cinza ou quase brancos, simbolizando as relações.

Janine Cortes Braun e Pedro Almeida criaram pequenos carimbos de cerâmica, cada um representativo do género. O lado masculino, mais matemático e orientado à resolução de problemas, apresenta um padrão geométrico e abstracto, sendo que o lado feminino, capaz de lidar com maior facilidade com as situações de stress, com as emoções, é representado de forma mais complexa e figurativa, com um foco de atenção mais disperso. Quatro estruturas apresentam-se demarcadas pelos simbolismo patente nas peças de cerâmica.

Duas mesas apresentam o projecto do Studio Joon&Jung com Yu-Hun Kim, “The Lai”. De um lado, as pequenas peças de cerâmica representativas da subtileza feminina, conjugadas com esboços do projecto nas suas várias fases. Por outro, a consciência masculina, numa conjugação perfeita, coesa, de estrutura e luz. “Small things are strong, hot, could be big if you collect them all…” . Uma instalação no seu todo experimental, capaz de facilmente captar a atenção pela sua beleza em contraponto.

A visitar até dia 19 de Novembro, no nº 668 da Rua Santos Pousada.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This