muzz_muzz

Muzz | “Muzz”

Paul Banks regressa para um projecto ambicioso com nomes de peso num regresso às origens e aos Interpol.

Podíamos estar a falar do regresso em grande dos Interpol, mas não estamos. Podíamos estar a falar de um novo álbum dos The National, mas não estamos.

Falemos sim dos Muzz, composto por Paul Banks, Matt Barrick (ex baterista dos The Walkmen) e Josh Kaufman. Este trio com ligações aos The Walkmen, The National ou Bonny Light Horsemen.

O álbum lançado em tempos de pandemia mostra-nos uma espécie de Interpol com The National. Não fosse uma das grandes inspirações de Matt Berninger e companhia, este seria um disco cópia.

O primeiro single a ser conhecido foi «Bad Feeling» que mostra um naturalismo e sensibilidade na voz, como não tínhamos ouvido de Paul Banks. O vocalista empresta aqui uma grande intimidade, pouco visto em discos anteriores.

«Knuckleduster» é a vida interpoliana em estado puro, single de rock negro, essencialmente, com o baixo a marcar ritmo.

«Broken Tambourine», a música construída num tom sempre a crescer, torna-se na grande balada deste álbum, fazendo lembrar «Nobody Else Will be There», dos The National.

Talvez o disco mais folk que Paul Banks fez até ao momento, mas é uma das boas surpresas deste ano tão atípico das nossas vidas. A certeza destes tempos é que o vocalista voltou a fazer um álbum com muita qualidade, desta vez muito bem acompanhado. Um dos grandes discos de 2020 a ter em conta.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This