Feromona ao vivo na primeira edição das Noites da Rua no MusicBox, em 8/9.

Noites da Rua # 1 @ Musicbox – O rescaldo

Isto não Hollywood não… É mesmo Lisboa!

Hoje,  é a última noite de Verão. Os dias estão mais pequenos, as noites tornaram-se maiores e o frio também começa a instalar-se. Contudo a RDB, este grandioso serviço de informação que há 8 anos transmite e promove o conhecimento, arranjou uma solução para seja sempre Verão, estação que é sinónimo de festa, luz, cor e alegria. E que solução é essa? Vocês já deviam saber: as “Noites de Rua”, num dos espaços mais emblemáticos da cidade de Lisboa, a grande “caixa” do Musicbox. A RDB acredita que existe uma enorme criatividade nacional e isso merece o apoio de todos e, como tal, nada melhor do que celebrar e brindar a quem é criativo e que possui um talento e trabalho de qualidade.

A primeira “Noites de Rua @ Musicbox” ocorreu no passado dia 8 de Setembro* e contou com muitos bons momentos e boa música. Mas para que tudo corresse bem, houve toda uma logística de preparação: um grande processo organizacional por parte dos responsáveis da RDB em consonância com os convidados artísticos para que tudo estivesse nas melhores condições. Entre o soundcheck e o jantar, câmaras de filmar foram instaladas pela equipa da Central Musical (à qual fazemos questão de agradecer mais uma vez) para que vocês, caros leitores, pudessem assistir às actuações em directo.

Às 22h00, as portas do Musicbox abriram para o público em geral. Amigos e conhecidos cumprimentavam-se e colocavam a conversa em dia. Os desconhecidos instalavam-se comodamente nos pequenos bancos ou ao balcão enquanto esperavam por uma bebida e escutavam o DJ Set escolhido especialmente pela RDB entre músicas de estilo alternativo e rock, tornando-se uma combinação especial para o que se seguiu.

Quem daqui se recorda da banda portuguesa Feromona? O grupo lisboeta composta por quatro simpáticos rapazes e que têm dois discos lançados no mercado? Pois é, a banda está de óptima saúde e tem novidades. Ao longo destas semanas o grupo prepara-se para entrar em estúdio e promete um novo álbum de originais muito em breve. Como a RDB gosta também de te apresentar novidades, nada melhor que os Feromona para serem os primeiros convidados destas noites longas. Eram 23h20 e o grupo liderado por Diego Armés (voz e guitarra e com um projecto a solo), Marco Armés (bateria e percussão), Bernardo Barata (baixo) e João Gil (teclas e guitarra e músico que esbanja talento em mais mil e uma bandas) sobe ao palco para um concerto que se tornou especial para os próprios. Para começar, a canção «Film Noir» que também é a canção inicial do álbum “Desoluide”, lançado em 2009, e no embalo seguiu-se «Selvagem Tosco», «Mulher em Gomos» e «Conversa de Cama». Com um estilo bastante próprio, mas igualmente banal e possuidores de um visual mais simplicista em que as t-shirts, calças de ganga, sapatilhas rasgadas, se misturam com cabelos desgrenhados, a musicalidade constrói um universo mais complexo, como uma sátira onde também se aponta o dedo e se debatem opiniões sobre a actualidade. Na linha da frente a admirar a banda, encontravam-se especialmente amigos dos mesmos que os incentivam a tocar mais uma e que (en)cantam as suas músicas. Ao fundo ouve-se um “Toca mas é” e a banda lá lhe faz a vontade entre os risos da plateia. As cantigas «Mánif», «Narita Express», a célebre «Psicologia», «Assassina» e «Paquiderme Magrinho» também fizeram parte do reportório. Até a Courtney Love apareceu e teve direito a aplausos. Por entre as músicas, existiu sempre um pequeno diálogo entre os músicos e os espectadores, questionando-os sobre o que estavam a achar do concerto e a resposta foi bastante positiva (e nós nem esperávamos outra coisa). E chamo-vos desde já a atenção que a banda nada tem contra a banda inglesa Coldplay… ou então até tem, mas simplesmente porque não gosta do seu estilo musical.

Mas foquemo-nos agora na parte mais interessante da noite: a apresentação ao vivo e em exclusivo de três músicas novas que farão parte deste novo álbum. Tomem nota dos títulos: «Ché Guevara»; «1991», que é uma ode ao filme “Point Break – Ruptura Explosiva” que comemora agora 20 anos que estreou no cinema com as super estrelas Keanu Reeves e o falecido Patrick Swayze; e por fim «O que se faz num Sábado à Tarde?»; os Feromona dizem que também fazem casamentos e baptizados (não é para levar demasiado a sério sim?). Por fim, ofereceram-nos uma «Vodka» e utilizaram um «Bisturi» para dissecar do público os aplausos tanto merecidos. O colectivo ainda regressou ao palco para provar que “Isto Não É Hollywood” e continuaram com «Mustang» e «Animal». Houve ainda direito a uma pequena dança elaborada pelo baixista do grupo que deixou-nos a todos deveras animados. A Feronoma afirmou-se desta forma neste concerto exclusivo e pretende regressar à estrada para “levantar as saias à verdade e a fazer canções que contam o que lá está”.

Dando continuidade a esta festa, a aposta recaiu numa segunda parte de DJ Set, enquanto o palco se preparava para outra grande novidade – RDB Showcases Groovement. A editora discográfica associou-se assim às “Noites de Rua” sob o pretexto de, para além de ter surgido pela mesma altura da RDB, o seu objectivo de actuar no mercado como uma plataforma de intervenção cultural estar totalmente de acordo com as ideologias da RDB. Como tal, apresentámos o live-act de Ka§par e Infestus. Desta forma, todos pudemos confirmar o enorme talento que é Ka§par e descobrir Infestus, que prepara o seu registo de estreia para breve. Pela noite dentro, foi Vahagn e o seu set que continuou a manter a elevada qualidade a que já estamos habituados. E para a grande surpresa de todos, a RDB conseguiu que Ka§par, Infestus e Vahagn fechassem a noite com um back to back. Fomos todos para casa com um enorme cansaço, mas mais ricos musicalmente e com a sensação de missão cumprida.

A próxima “Noites de Rua” já tem data marcada para o 13 de Outubro e convidados confirmados. Para ficares a saber mais pormenores, não deixes de visualizar a página da RDB. Mais pormenores estão a caminho e tu, como sempre, estás convidado a participar nesta grande família.

*É um facto que esta reportagem chega um pouco atrasada, mas isto deve-se ao facto de estarmos a preparar mais surpresas.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This