rdb_JoaoSalaviza_destaque

Prémios Sophia 2016 – Nomeações

Escolhas de Amor.

A rodagem do Amor parece imperar nos Prémios da Academia Portuguesa de Cinema de 2016, ou não fosse o seu mote “Por Amor ao Cinema”.

Amor impossível” de António Pedro Vasconcelos é um dos filmes portugueses mais nomeados do ano, juntamente com “Montanha” de João Salaviza, “Yvone Kaine” de Margarida Cardoso e “As mil e uma noites – Volume 2” de Miguel Gomes, e também “Capitão Falcão” de João Leitão que lideram em todas as categorias principais e técnicas.

Bairro Alto nomeado pela Academia

O Bairro Alto ganhou uma nomeação para melhor documentário em longa metragem com “Alto Bairro” de Rui Simões, e também houve nomeação para João Canijo e Anabela Moreira com “Portugal, um dia de cada vez”; na mesma categoria foram ainda nomeados “Volta À Terra” João Pedro Plácido de e “Parem de repente o pensamento” de Jorge Pelicano.

o cinema português está diverso, da comédia ao drama, de cinema de autor a comercial

Os quatro nomeados para o Prémio Sophia-Estudante que foram divulgados no dia 20 Novembro de 2015 no CCB são em Ficção: “Palhaços” de Pedro Crispim; em experimental: “Afrodite” de Gonçalo Nobre de Almeida; em Animação: “Ghiocel” de Mara Ungureanu; e documentário “Terra Mãe” de Ricardo Couto. As actrizes e actores principais nomeados são respectivamente: Vitória Guerra, Beatriz Batarda, Isabel Rute, Soraia Chaves, e José Mata, Gonçalo Waddington, Adriano Luz e David Mourato.

O “Amor de Perdição” e Carmen Dolores

O Prémio Carreira deste ano vai para Fernando Costa, um operador e produtor, e para Carmen Dolores, actriz da primeira versão cinematográfica de “Amor Perdição”.

As contas do cinema português

Segundo o Paulo Trancoso, Presidente da Academia Portuguesa de Cinema “o quadro está normalizado com um mínimo de cinema todos os anos”.Além disso também afirma que “o cinema português está diverso, da comédia ao drama, de cinema de autor a comercial”.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This