5bbbf93a2)

NOS Primavera Sound 2019 – Antevisão | Dia 2

O britânico James Blake continua com o estatuto de menino bonito do público português que, não obstante as regulares visitas, parece nunca perder o interesse.

Falta um mês para rumarmos ao verdejante Parque da Cidade do Porto para mais uma maratona de concertos rejuvenescedores e desafiantes, como é apanágio do certame em questão. Uma edição ainda mais focada nas novas tendências sónicas, com uma elevada pegada feminina, e os amigos de sempre espalhados pelo cardápio dos três dias. Por entre portugueses e estrangeiros, famosos e novatos, segue a grelha de escolhas da Rua de Baixo para o NOS Primavera Sound 2019.

7 de Junho (dia 2)

Na sexta-feira do festival portuense começamos por sublinhar um trio de nomes sobejamente conhecidos do efervescente público nacional. Os Interpol são velhos conhecidos do Primavera (passaram inclusivamente pela manga portuguesa do festival em 2015), e desde sempre igualmente adorados por cá. Certamente que “Marauder” será o trabalho do qual sacarão mais temas para esta performance, o que nos agradará por serem canções que ainda não escutámos ao vivo em Portugal.

Courtney Barnett regressa ao Parque da Cidade cinco anos volvidos, e com um estatuto bem mais elevado na hierarquia do reino da música alternativa. Na anterior passagem pela Invicta a rocker australiana ainda nem tinha lançado o seu primeiro longa-duração. Mas, desta feita, tem inclusivamente canções para estrear em Portugal dado ser a primeira vinda desde a edição de “Tell Me How You Really Feel”.

O britânico James Blake continua com o estatuto de menino bonito do público português que, não obstante as regulares visitas, parece nunca perder o interesse. À imagem dos dois repetentes anteriores, James Blake também tem novidades para assumir em palco, extraídas do trabalho de estúdio dado a conhecer ao mundo em Janeiro.

“Designer”, de Aldous Harding, reúne todas as condições para ser uma das obras musicais mais badaladas deste ano. Composto durante a centena de datas que fizeram parte da anterior tour da artista australiana, contou novamente com produção assinada por John Parish, e tem tudo para tornar este o momento de confirmação de uma mais firmes cantautoras dos nossos tempos.

Os estimulantes Sons of Kemet são obviamente outro dos nomes a destacar neste segundo dia de NOS Primavera Sound. Após uma explosiva demonstração do seu poderio no FMM Sines 2018, o colectivo liderado por Shabaka Hutchings soprará o seu jazz envolvido em afrobeat com atitude punk por todos os recantos do parque. E, para tornar tudo ainda mais inesquecível, os Sons of Kemet aterra no Porto em formato XL, com quatro bateristas em acção.

Tal-qualmente saída da vibrante nova cena do jazz londrino, a extraordinária saxofonista Nubya Garcia será nome a apontar nesta sexta-feira, que oferecerá ainda sugestões de electrónica aliciante como Helena Hauff e a nossa Surma, além do auspicioso produtor Mura Masa ou os ribombantes sul-coreanos Jambinai.

Os passes gerais para o NOS Primavera Sound estão à venda por 103€ (até ao início da última fase de venda), e podem ser adquiridos em bol.pt, Ticketea, Seetickets, Festicket, portal NOS Primavera Sound e pontos de venda habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés).



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This