rdb_senhorpurificacao_header

Nosso Senhor da Purificação (Uma prece urbana)

A verdade nua e crua.

Nosso Senhor da Purificação, é uma peça de teatro, criada principalmente pelos seus intervenientes. Sem existência de tabus, simplesmente a vontade de exprimir um infindável número de sentimento e vontades, exteriorizando medos, alegrias, preocupações, risos, etc. que demonstram situações de vidas, que por motivos sociais, económicos, políticos, ou outros, que motivaram o seu abandono do país de origem em busca de sonhos, novas oportunidades de vida ou simplesmente a fuga a uma guerra.

Carregando consigo apenas as suas memórias e suas culturas. Quando se deparam com a nova pátria, a adaptação é inevitável, é o início de uma nova vida. Por vezes sujeitando-se ao que os novos compatriotas que os acolhem lhes dão. De voz bem alta proclamam os “direitos” dos Homens. Direitos esses, de cidadãos do mundo, para que como indivíduos todos diferentes, multiculturais, tenham as mesma oportunidades, reclamam apenas a igualdade da raça Humana. Obrigam o espectador, a “olhar” sobre si mesmo de forma provocatória, para que vejam, como ninguém esta sobre ninguém, que espalhem a mensagem, para tornar o mundo melhor.

A história é um ensinamento social de vida moderna. Como país de emigrantes que somos, devemos sentir na “pele” por pessoas chegadas, que partiram do seu leito familiar de suas terras para o desconhecido, ou pelo facto de um dia poder sermos nós a iniciar todo este processo. “Vitimar-nos” não é resposta, podemos começar a fazer a diferença. Somos todos iguais e todos diferentes, mas acima de tudo somos Humanos.

Título Original Nosso Senhor da Purificação; Textos Actores| António Terra| Hugo Barreiro| Ondjaki| São Correia; Concepção e Direcção Geral António Terra; Assistente João Quintella; Actores Anuku Lorosae| Gany Ferreira| Juan Luz| Mada Madavazane| Mary Joss| Solange Sanhá| Soraya Ramos; Composição e Direcção Musical Pedro Lima; Coreografia Sandra Roque; Desenho de Luz Pedro Lima; Cenografia e adereços António Terra; Figurinos Marta Gameiro; Produção São Correia; Produção Executiva São Correia; Assistente de Produção Ana Pinto; Design gráfico Filipa Gregório; Comunicação e Assistência de Imprensa Nilza Sousa

Ao assistir a este espectáculo está a colaborar com o projecto AMPLIARTE – cultura e intervenção social.

Em cena de 28 de Abril a 1 de Maio no Teatro A Barraca, Largo dos Santos 2, Lisboa (4ª a Sáb às 21H00|Dom às 18h00)



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This