Beco1_JoseAvillez_CreditoBrunoCalado0

O Beco secreto do burlesco

Viaje connosco até aos anos 20 e conheça o Beco, o restaurante cabaré que se instalou em Lisboa

Há poucos lugares como este. Secreto. Sensual. Exclusivo.

É assim o Beco, o restaurante cabaré que se instalou, discretamente, no Bairro do Avillez, em Lisboa. E discrição é mesmo a palavra de ordem deste lugar, a que só se acede com reserva e por uma entrada que se confunde com um móvel e nos desaparece dos olhos.

No entanto, assim que entramos, outras palavras passam a povoar-nos a mente: sensualidade, glamour, boémia, sofisticação e elegância são algumas delas. E não são mal aplicadas. O ambiente revela uma aura de clube elegante e exclusivo, uma espécie de grupo clandestino onde as elites se encontram para aguçar os sentidos.

Cá dentro, outro mundo se abre, um mundo onde o veludo dos sofás se entrelaça com o veludo das vozes das cantoras, que vão, ao melhor estilo burlesco, desfiando canções de outrora ou de agora, cantadas com o calor de uma noite quente em Paris.

Beco4_CreditoBrunoCalado0

O espaço convida a um certo sentido pecaminoso, onde o decoro é lei e nada se exagera, mas os gostos se apuram, à mesa e no que a rodeia… Ou não estivéssemos no claustro de um antigo convento, que agora tem uma espécie de Dita von Teese pintada na parede, quase a piscar-nos o olho.

Beco2_Credito_BrunoCalado_

Os detalhes deliciam. Há candeeiros amarelados, cantos escuros, muita pedra e madeira, para tingir o veludo, as sedas e os berloques da roupa das cantoras. Essas vão animando os presentes entre refeições, ora no palco, ora serpenteando pelas mesas, ora sentadas nos seus respetivos “boudoir”, decorados a preceito. Nenhum detalhe falha e ajuda a criar uma certa mística, transportando-nos para os clubes do género dos anos 20 e 50, onde só entram adultos.

Mas não são só os olhos de “comem”. Estamos num restaurante de alta cozinha, com assinatura de José Avillez, que já conta com duas estrelas Michelin. A viagem também se faz à mesa e de copo (de cocktail!) na mão e, conta quem já provou, merece todos os elogios… E mais não dizemos, que o segredo é, aqui mais do que nunca, a alma do negócio.

Beco5_JoseAvillezCreditoBrunoCalado0



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This