“O Capitão Cuecas e o Terrível Regresso do Professor Borracuecas” | Dav Pilkey

“O Capitão Cuecas e o Terrível Regresso do Professor Borracuecas” | Dav Pilkey

Transformar um bully num simpático coelhinho

No mundo dos super-heróis, será difícil encontrar um espécime que ande por aí a voar em roupa interior com uma capa presa às costas. É certo que o Super-Homem é, provavelmente, a única pessoa com super-poderes – e mesmo entre aquelas que não têm qualquer habilidade especial – que veste as cuecas por cima das calças, mas nada que se compare ao incrível herói Capitão Cuecas que, como o nome indica, enfrenta o calor e o frio apenas vestindo um par de cuecas e uma capa para lhe conferir algum estilo.

Como nos é explicado em “O Capitão Cuecas e o Terrível Regresso do Professor Borracuecas” (Gradiva, 2013), «a nona novela épica de Dav Pilkey» (como se pode ler na capa), o Capitão Cuecas é uma criação de «dois miúdos fixes chamados George e Harold». Porque, na verdade, o super-herói é afinal o Sr. Krupp, um director «mexmo malvado». Sempre que alguém estala os dedos perto dele transforma-se no Capitão Cuecas e, se em vez disso apanhar com água na cabeça, transforma-se no temido Capitão Cuecas.

O livro retoma o final da oitava aventura, quando George e Harold estavam a ser levados para a prisão, onde ficariam o resto das suas vidas. Porém, arrancados ao exílio pelo tirano Professor Borracuecas, os rapazes regressam ao passado e aos despreocupados dias da escola primária, quando a ameaça mais terrível que tinham pela frente era, não um grupo de cientistas malucos ou empregadas de cantina alienígenas, mas um rufia do sexto ano chamado Kipper Krupp que, por ser sobrinho do director, tinha as costas em brasa dando-se ao luxo de fazer da escola o seu parque de diversões – talvez câmara de tortura seja um termo mais acertado – pessoal.

Harold era um tipo calado e metido com ele, que adorava desenhar monstros ferozes e super-heróis bonzinhos e, também, a vítima predilecta de Kippe. George tinha fama de criança precoce, andando de skate e escrevendo histórias incríveis. Juntos irão formar a Casa da Árovore BD, Lda., arquitectando um plano para transformar um terrível bullynum dócil coelhinho. Nem que para isso tenham de despertar a terrível maldição de Pux Lástik…

Mais uma divertida aventura desta dupla que, infelizmente, se revela como «o capítulo final da última novela épica do Capitão Cuecas. Não haverá mais aventuras do Capitão Cuecas…». Excepto esta, a décima: “O Capitão Cuecas e a Repugnate Vingança das Robô-Boxers Radioactivas”.

Irreverente e extremamente divertido, “O Capitão Cuecas e o Terrível Regresso do Professor Borracuecas” fará com que os miúdos se riam tanto que, movidos por um ataque de loucura, possam sair de casa só de cuecas e provavelmente com um lençol atado ao pescoço a servir de capa. Recomenda-se por isso aos pais que vigiem todas as portas e janelas.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This