“O Dia da Águia” | Robert Muchamore

“O Dia da Águia” | Robert Muchamore

De pequenino se treina o menino

Três meses após a edição de “A Evasão”, chega às livrarias “O Dia da Águia”, o segundo livro da colecção Henderson`s Boys, uma espécie de terceiro universo do planeta CHERUB, criado pelo escritor inglês Robert Muchamore. A nova série propõe agora revelar as origens da CHERUB, o braço juvenil do M15 britânico, comandados pelo reputado espião britânico Charles Henderson.

Após a tomada de Paris pelos alemães a 14 de Junho de 1940, Charles Henderson, com 33 anos, «1,80 de músculo seco e uma cara que teria melhor aspeto depois de uma noite de sono e um encontro com uma lâmina de barbear», tornou-se no único espião britânico com os pés assentes em França. Ligado a um obscuro departamento de nome Unidade de Espionagem Técnica, Henderson tem como missão inicial roubar os planos de um revolucionário rádio transmissor-receptor de pequeno porte.

Porém, quando se prepara para rumar a Espanha na companhia de um grupo de jovens refugiados – onde se inclui o suspeito e imprevisível Philippe Tomas Bivott, ou PT -, em busca da tão amada segurança, é-lhe confiada uma missão que, à partida, tem tudo para correr mal: seguir para norte para sabotar os planos de invasão dos alemães que, depois da França, estão a um pequeno passo de tomar também conta do país de Sua Majestade, um pouco mais a norte.

Gravitando à volta do legado deixado por “Os Cinco” com o acrescento de armas, explosões e fogo-de-artifício, “O Dia da Águia – e todo o universo CHERUB – tem tudo para agradar aos jovens leitores oferecendo, para além de uma trepidante aventura, um pequeno insight histórico de um dos mais conturbados períodos da história mundial.



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This