“O Pistoleiro” | Stephen King

“O Pistoleiro” | Stephen King

O que haverá para lá do deserto?

Depois de há bem pouco tempo termos ouvido contar “A Lenda do Vento”, livro que serviu de apresentação a Roland Gilead, o último dos pistoleiros, chega agora a vez de entrarmos a sério e de cabeça na saga A Torre Negra, da autoria de Stephen King.

O Pistoleiro”, livro primeiro da série, é uma história de perseguição e descoberta, tendo como cenário a imensidão do deserto e onde Roland, um herói melancólico, «caminha impassível, sem pressas nem delongas». Há dois meses que partiu em busca do Homem de Negro, um experimentado feiticeiro, estando cada vez mais perto de o encontrar numa região onde só a erva-do-diabo parece conseguir vingar.

Nesta longa travessia, até ao duelo final que se pressente desde as primeiras linhas, Roland vai passar por alguns locais emblemáticos, conhecendo a estranhamente sedutora Alice, dona de um saloon à moda antiga – numa cidade que é toda ela uma armadilha – e descobrindo uma estranha construção no meio de nenhures, onde está estacionado o jovem Jake Chambers – por quem Roland sentirá uma amizade de tons oníricos.

Rememorando o passado à medida que se inteira cada vez mais no coração do deserto, Roland murmura como preces algumas das máximas que fizeram dele o último dos guardiões (como esta): «Há demandas e caminhos que conduzem sempre em frente e todos eles terminam no mesmo sítio: no terreno da matança.»

Entre a fantasia e o horror, Stephen King conduz-nos a um mundo habitado por uma densa melancolia, onde há apenas um homem que nos poderá salvar da escuridão absoluta: Roland de Gilead. A Torre Negra ficou à distância de um balde de areia.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This