438BA5DD-6173-4F59-B825-573E904E7539

O Super Bock em Stock já mexe

Foram dados a conhecer os primeiros nomes que vão marcar presença na edição de 2019 do já mais do que incontornável Festival que decorre na Avenida da Liberdade e arredores nos dias 22 e 23 de Novembro, em 10 salas.

O ecletismo tem sido uma imagem de marca desde sempre e nesta edição não será diferente. Entre alguns consagrados, nomes emergentes e apostas improváveis (para alguns), eis o que já sabemos.

Kevin Morby já teve uma mui celebrada passagem por Portugal este, mais precisamente pelo palco do Teatro São Luiz, mas o seu regresso será sempre saudado. Mais uma oportunidade para ouvir as canções do mais recente “Oh My Lord”, juntamente com o restante catálogo do senhor, não é algo que se deva deixar passar em claro. Morby está de regresso a um festival que já conhece para nos mostrar porque motivo é um dos melhores compositores que os Estados Unidos da América nos oferecem, e que nós acolhemos de braços abertos.

Os Viagra Boys prometem muito e cumprem. Já foi assim no Porto há alguns meses atrás, onde Sebastian Murphy, Benjamin Vallé, Martin Ehrencrona, Henrik Höckert eTor Sjödén, cinco rapazes de Estocolmo incendiaram uma plateia. Em Lisboa espera-se algo semelhante, com o pós-punk onde o humor negro e a sátira pontificam, a começar pelo próprio nome.

Nilüfer Yanya, tem 23 anos e compõe desde os 12. Inglesa, filha de pai turco e mãe dos Barbádos, a sua música é um caldeirão de influências que vão desde o jazz, passando pelo pop e para soul ou nomes tão díspares como Nina Simone e os Pixies. Em Lisboa irá apresentar “Miss Universe”, disco de estreia que foi editado em Março deste ano e que tinha sido antecedido pelo lançamento de 3 EP’s.

Do Canadá chega, Ghostly Kisses, projecto da cantautora Margaux Sauvé. Ghostlly Kisses conta actualmente com dois EP’s lançados, onde pontificam os arranjos de cordas (Sauvé é violinista desde os 5 anos de idade) e piano, entre bateria e sintetizadores, que conferem às composições uma aura que nos transporta para atmosferas que nos envolvem pela forma como os sons dos vários instrumentos surgem combinados e ligados pela voz quase sussurrada de Margaux Sauvé.

O bilhete único válido para os dois dias do Festival encontra-se já à venda nos locais habituais, pelo preço de 40€ até 31 de agosto, passando para 45€ a partir do dia 1 de setembro e 50€ nos dias do Festival.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This