Onde, Lisboa?

Onde, Lisboa?

Juntar três amigos, vários quilos de paixão pela cidade e colheradas de vontade para fazer coisas: agitar bem, et voilà! O resultado final chama-se Onde Lisboa. Quisemos descobrir o «quem» por detrás do «onde» e lançar alguns «porquês» na conversa

André Nave, Diogo Madeira e Bruno Nunes lançaram em Novembro passado um site onde podemos conhecer sugestões diversas sobre a cidade de Lisboa. A ideia começou durante as lides universitárias e surgiu da necessidade de criar um espaço virtual onde os estudantes, os residentes e aqueles que visitam a cidade, possam encontrar outro tipo de informação que não consta dos guias turísticos. “Por exemplo, a questão do estacionamento gratuito: é uma necessidade que eu sentia, pois tenho que me deslocar frequentemente pela cidade, de carro” – disse-nos André. E este “Onde” revelou-se um dos mais procurados pelos visitantes do site, a par do “Onde estudar em Lisboa”.

O site dispõe de um separador dedicado aos estudantes: desde locais para fazer impressões à lista de cantinas universitárias, os estudantes conseguem aceder, rapidamente, a um conjunto de informações muito úteis. Sim, o Onde Lisboa tem o seu quê de serviço público. Para além disso, há um espaço dedicado ao desporto, à cultura, ao comércio e às descobertas. Neste último, encontramos verdadeiros tesourinhos da cidade que, tantas vezes, se cruzam com o nosso olhar mas permanecem invisíveis.

Muito do tempo livre destes três amigos é ocupado com “missões” Onde Lisboa: o André e o Diogo passam mais tempo no terreno, em pesquisa de campo, sendo responsáveis pela recolha de informação e de fotografias que ilustrem o artigo. Acabam por envolver os amigos nesse processo e estão disponíveis para aceitar sugestões de quem visita o site ou a página do facebook. O Bruno é responsável pelo site, pela imagem e pela redacção dos artigos. “Procuramos atender a questões práticas, a dúvidas que as pessoas possam ter no dia-a-dia, na cidade” – é assim que André justifica a existência deste projecto que, inicialmente, teria tudo para ser “só” um blog e rapidamente cresceu e se tornou num site.

Bruno Nunes diz-nos que é comum encontrar espaços que não se encontram referenciados na internet: “O Onde Lisboa torna-se numa fonte de divulgação desses espaços, por vezes, tão típicos e “caseiros” que existem na cidade.” Ocasionalmente, encontram proprietários renitentes que afirmam que já têm ligação ao turismo de Lisboa: “Aí temos que explicar que este é um projecto diferente e não é dirigido propriamente ao turista, mas a quem quer viver a cidade de Lisboa” – diz-nos Diogo. “À medida que vamos fazendo pesquisas, “no terreno” vamos descobrindo mais coisas e aí traçamos novos conteúdos” – conta o Bruno.

O projecto está em permanente auto-avaliação e os três amigos não sabem, ainda, qual a proporção que a ideia poderá atingir. Será que vamos ter, em breve, um Onde Porto ou um Onde Coimbra? O tempo o dirá. Para já, Bruno, Diogo e André conciliam as suas actividades profissionais com este projecto e é de acordo com os tempos de cada um que o Onde Lisboa vai crescendo e definindo a sua própria identidade.

No Onde Lisboa podemos encontrar, por exemplo, uma lista de museus, dicas sobre pequeno comércio e até saber onde podemos levar o nosso animal de estimação, em caso de emergência médica. E se lhe der a fome, durante a madrugada? O Onde Lisboa também poderá ajudar e encontra-se à distância de um click.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This