opamp_showcase

Op \/\/\ Amp

O regresso da agência ao Musicbox para uma noite de festa.

Op Amp é a abreviatura que designa Operational Amplifier, um componente básico presente na grande maioria dos circuitos analógicos.

Desde Dezembro de 2014 Op \/\/\ Amp é também o nome de uma agência que, através dos vários circuitos da electrónica nacional, tem unido esforços no sentido de amplificar o valor dos artistas com quem trabalha.

Entre os artistas residentes e as caras por detrás do projeto – Sara Sirvoicar e Pedro Caldeirão – em comum existe a música electrónica, a energia, o som e as batidas que os eletrificam desde sempre.

Já passou um ano e meio desde a primeira vez que pisaram a pista do Musicbox e agora regressam, no próximo dia 3, para nos brindar com uma noite que promete ser de encontros e apresentações, entre os novos membros que agora se juntam à equipa e aqueles que estão no barco desde sempre.

Das estreias destacamos Kaspar que é um dos mais ativos entre os demais produtores de música electrónica nacional, com créditos firmados em várias dezenas de temas editados ao longo de quase duas décadas; e Rui Maia, também conhecido como Mirror People, que se junta aos demais com o seu mais recente projecto em nome próprio.

O restante line-up é ambicioso e promete juntar no mesmo espaço diversos planos musicais, para que não se esgote a vontade de pisar a pista.

Com início marcado para as 23h30, a noite arranca com 1 concerto e continua com djsets dos restantes artistas, como que num singular sistema de coordenadas tridimensionais que não se interceptam apenas num único ponto mas que se conectam entre si.

De um lado a bateria de Quim Albergaria, e, do outro, as máquinas de MMMOOONNNOOO. Foi assim que nasceu MQNQ, que regressa agora ao MUSICBOX LISBOA para nos apresentar um conjunto de temas originais.

Além deste novo projecto e dos dois nomes já citados (Kaspar e Rui Maia) há ainda a considerar música de Brutus, ou seja Rui Estevão e Señor Pelota, Jepe, Klipar e Mike Bek.

Assim se reúnem num só palco um (quase) sem fim de alter egos de artistas com raízes portuguesas, que merecem tanto o nosso destaque como a força da união que a Op \/\/\ Amp representa.

Encontramos-nos por lá?



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This