Os Irmãos Grimm

O último filme de Terry Gilliam revisto na RDB.

Terry Gilliam é um iconoclasta. Gosta de destruir imagens preconcebidas e libertar-se de costumes ou tradições. É assim que ele é e não há nada a fazer. E ainda bem, para todos nós, amantes da sua arte cinematográfica!

Qual a sua história? Brevemente… Nasceu em Minnesota no dia 22 de Novembro de 1940 com o nome de Terrence Vance Gilliam. Teve portanto uma infância estilo Huckeberry Finn/Tom Sawyer. Por aí ficou 11 anos até a sua família se mudar para Los Angeles, mostrando, já nesta altura, grandes aptidões para desenhar, como cartoonista e pelo que parece, actividade a que não deu seguimento, o salto à vara!!!

Começou por estudar Física na Universidade mas mudou para Política. O seu trabalho na revista da Universidade proporciona-lhe uma oportunidade na revista “Help!”, em Nova Iorque, onde durante 3 anos escreve, desenha e faz design. Depois da tropa, que interrompeu forçosamente a sua carreira, viajou pela Europa fora, à boleia e de mota. Em 1967 Gilliam e a sua namorada da altura, uma jornalista britânica, mudaram-se para Inglaterra, mais especificamente Londres, após experiência traumática numa violenta manifestação contra Richard Nixon, e oportuno despedimento da agência de publicidade onde trabalhava.

Em terras de D.ª Majestade começa a escrever para televisão após colaborar para uma revista inglesa chamada “Londoner”. O seu trabalho como cartoonista catapulta-o para o programa de televisão de Barry Took, “Monty Python’s Flying Circus”, fazendo posteriormente parte do núcleo duro desta série humorística durante os seus anos de existência. Estreia-se, como realizador, com “Jabberwocky” e, na década de 80, especialmente produtiva, realiza 4 filmes. Entre eles há que referir “As Aventuras do Barão Munchausen” em 1989 e “Brasil” em 1985 que muitos referem como a sua obra-prima.

Da sua lista relevante também pertencem o “Twelve Monkeys” e o “Fear and Loathing in Las Vegas” em 1998. Gilliam adiciona assim mais dois filmes à história cinematográfica. Mais dois para que o seu actual filme em cartaz, Os “Irmãos Grimm”, nos invada, no mínimo, por curiosidade.

Gilliam é um apaixonado por História. Explora, desta vez, nos Irmãos Grimm, a verídica de dois irmãos, folcloristas intelectuais alemães, que viajaram pelo seu país, unificado somente pela língua, à procura de histórias, lendas e fábulas dignas de serem registadas, tornando-as intemporais e imortais. Gilliam inspira-se tanto na história destes dois irmãos como na sua obra feita – Cinderella, Hansel e Gretel, Capuchinho Vermelho, A Branca de Neve e até o homem de gengibre.

Todas as histórias são encadeadas numa trama que nos apresenta, como personagens principais, um par de caça fantasmas e vigaristas do século XIX. Par que nas suas viagens finge libertar as aldeias dos seus monstros e demónios até que são chamados para desvendar uma série de desaparecimentos misteriosos reais. São aí finalmente obrigados a enfrentar forças realmente malignas.

Contem com o dinamismo dos cenários de Gilliam, com a sua preferência por objectivas de grande abertura, permitindo uma grande quantidade de detalhe nas cenas. Contem com um filme de fantasia, humorístico à moda “Monty Python”. O filme relembra-nos a nossa infância encantada, para que a nossa imaginação permaneça viva e alerta.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This