rdb_queer16vencedores_header

OS PREMIADOS DO QUEER16

Dia 4 e 5 de Outubro no Teatro do Bairro, em Lisboa, às 21h

Dia 29 de Setembro foi anunciado, na noite de encerramento do Festival de Cinema Gay e Lésbico, quem ganhou este ano os prémios de Melhor Documentário, Melhor Longa-Metragem, Melhor Curta-Metragem e Melhor Curta-Metragem Portuguesa.

Os filmes premiados vão ser exibidos no Teatro do Bairro, às 21h, dia 4 e 5 de Outubro, com o custo de 3,5 euros por sessão. Quinta, dia 4, vai ser exibida a Melhor Curta-Metragem Portuguesa, “Bankers”, e “Jaurès”, o Melhor Documentário. Sexta, dia 5, vai ser exibida a Melhor Curta-Metragem, “Along the Road“, e a Melhor Longa-Metragem, “Keep the Lights On”.

O Prémio Pixel Bunker de Melhor Curta-Metragem Portuguesa foi para António da Silva, que ganhou 5000 euros em serviços de pós-produção vídeo. “Bankers” retrata a actividade de alguns bancários durante a hora de almoço.

O júri da Competição para o Melhor Documentário elegeu “Jaurès”, de Vincent Dieutre, como merecedor deste prémio no valor de 3000 euros e ainda a compra dos direitos da sua exibição no canal RTP2. João Pedro Vale, Travis Jeppesen e Leonor Noivo decidiram ainda atribuir a “Olhe Pra Mim de Novo” uma Menção Honrosa pela “corajosa, desafiante e complexa exploração do confronto e ultrapassar das diferenças”.

O Prémio de Melhor Curta-Metragem foi atribuído por Paul Macgregor, Vítor d’Andrade e Isilda Sanches aos realizadores de “Along the Road”, Anette Gunnarsson e Jerry Carlsson. Uma curta com uma boa estética, mas não relevante o suficiente para ganhar este prémio.

João Federici e João Rui Guerra da Mata, júri da Competição para a Melhor Longa-Metragem, atribuíram o Prémio ao filme americano “Keep the Lights On”, de Ira Sachs. O actor do filme, Thure Lindhart, recebeu a Menção Honrosa de Melhor Actor. Foram atribuídas também duas Menções Honrosas ao Prémio Melhor Longa-Metragem: ao argumento poderoso de “Beauty”, realizado por Oliver Hermanus, e à primeira obra de Lisa Aschan, “She Monkeys”.

As actrizes Vanessa Giácono e Claudia Ohana, protagonistas d’“A Novela das 8”, de Odilon Rocha, receberam o Prémio de Menção Honrosa para a Melhor Actriz.

Mas também o público teve direito à sua eleição. O Prémio de Melhor Longa-Metragem foi atribuído precisamente ao filme “A Novela das 8”, muito provavelmente devido ao bom humor com que os espectadores saíram do mesmo – momento em que se pontua o filme numa escala de 0 a 10; o Prémio de Melhor Documentário foi para Jeffrey Schwarz, realizador de “Vito” sobre Vito Russo, o lendário activista e autor do livro “The Celluloid Closet”; e a Melhor Curta-Metragem para o público foi “Ce N’Est Pas un Film de Cow-boys”, de Benjamin Parent.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This