Outfest2017-(8)

OUT///FEST 2018

A próxima edição do festival decorre a 26 e 27 de maio, no Parque Marechal Carmona, em Cascais.

A 3ª edição do OUT///FEST já não espera pelo fim do verão para trazer a melhor animação eletrónica e disco com um pouco de funk e soul à bela vila de Cascais. Em vez disso, aproveita o fim da primavera, nos dias 26 e 27 de maio, e antecipa mais um verão onde Cascais é tomada pela musicalidade das melhores bandas e DJ’s.

O Parque Marechal Carmona, em Cascais, foi novamente o local escolhido para receber o OUT///FEST e durante um fim-de-semana vai levar os visitantes numa experiência imersiva onde música, natureza e até animais embarcam numa aventura musical em conjunto. O recinto mantém a zona reservada em especial para as crianças, com insufláveis gigantes e muita animação, uma área para street food e sidras Somersby para acompanhar.

Os sons continuam a ser seguir uma linha eletrónica “com bom gosto, mas não banal, fora do comum, e que preencha todos os dançarinos que por lá vão passar”, explica a organização. Por isso, pelo período da tarde os estilos vão chegar perto do Disco, Funk e Soul com um twist de pista de dança a chegar com o pôr-do-sol.

Do primeiro dia de cartaz, 26 de maio, os destaques vão para Octa Push, um projeto formado por dois irmãos portugueses, Leo e Bruno, que funde música lusófona ligada aos PALOP com eletrónica; Kiasmos, num estilo techno minimal com o requinte nórdico, que nos prepara para uma noite selvagem ou nos leva às memórias da nossa infância passada no campo à beira de uma fogueira; e ainda Alkalino, um DJ português que vive em Munique há mais de 10 ano, que começou a carreira no fim dos anos 80. 30 anos depois, Lino Rodrigues aka Alkalino já atuou em diversas cidades e países pelo mundo fora incluído no Japão.

OUTFEST_cartazoficial_2018

No segundo dia de cartaz, 27 de maio, de destacar as atuações de Alex Barck (Jazzanova) que se tornou mundialmente conhecido nos anos 90 ao integrar o grupo Jazzanovain. Alex trabalha com a editora Berlim Sonar Kollektiv e é responsável por expandir os horizontes da música pop à dança; Tiger & Woods, dois amigos Larry Tiger e David Woods que usam fontes reconhecidas e exóticas complementadas com produções originais que nos levam a terrenos ainda não descobertos, mas que, de alguma forma, nos fazem já sentir em casa; e Rui Vargas que entrou para o DJ em 1988, no Frágil, e não só testemunhou a explosão sonora que o House e Techno tiveram no nosso país como contribuiu diretamente para a mesma, tendo a habilidade inata de escolher o melhor disco para qualquer altura, seja numa pequena e íntima pista ou como cabeça de cartaz dos maiores festivais.

O OUT///FEST 2018 é organizado pela NCS em parceria com a Câmara Municipal de Cascais e com o apoio da SOMERSBY. Até 31 de março, o passe para dois dias custa 15,00€, a partir dessa data o bilhete diário vai custar 15,00€ e o passe para os dois dias 20,00€.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This