paisagensheader

Paisagens…onde o negro é cor

Homenagem de Paulo Ribeiro às cidades portuguesas.

O coreógrafo Paulo Ribeiro e os seus seis bailarinos fizeram uma viagem por Portugal à procura de inspiração. Cada um dos bailarinos escolheu uma cidade portuguesa e dançou sobre ela. O resultado é “Paisagens…onde o negro é cor”, um espectáculo que respira portugalidade. A peça esteve em cena nos dias 24, 25 e 26 de Setembro no CCB, mas até ao final do ano pode ser vista em cada uma das cidades homenageadas.

Eles descansam à sombra de uma laranjeira e preparam-se para conduzir o espectador através de uma viagem pelos cantos de Portugal. Lisboa, Torres Vedras, Coimbra, Porto, Aveiro, Guimarães, Viseu, Torres Novas e São Miguel, as cidades homenageadas no projecto Dedicatórias 2010. Cada um dos bailarinos encarna o espírito destas cidades, em solo ou em duo, e vai desenhando o mapa de Portugal em cada gesto. Mais do que a identidade que caracteriza cada uma das cidades portuguesas, há uma referência constante à portugalidade. Desde a música que acompanha a coreografia (Amália, o Fado de Coimbra, passando pelas sonoridades portuguesas que se estendem até África ou Brasil) até à narrativa e ao espaço.

Sobre o processo criativo para esta peça, Paulo Ribeiro diz que «cada cidade ficou ancorada num subtítulo que passou a ser um elemento da paisagem. Acabei por compor uma peça que, para além das cidades é uma obra sobre o país». Um desafio que o coreógrafo aceitou de uma forma completamente diferente para esta peça, já que partiu em viagem com os seus bailarinos por cada uma destas cidades, pela primeira vez, num trabalho de campo intenso, apropriando em forma de gesto cada uma das suas características. A interculturalidade e cosmopolitismo de Lisboa, a ruralidade das cidades do interior, o Fado e os estudantes de Coimbra, etc. Um trabalho coreográfico que tem alguns momentos de beleza, mas também um certo sentido de humor em cada uma das personagens.

Mas este espectáculo não é apenas uma homenagem a Portugal, é também um espectáculo de homenagem à dança contemporânea e aos coreógrafos que a marcaram, alguns deles que já não se encontram entre nós, como Pina Bauch, com algumas referências ao seu Masurca Fogo, espectáculo de homenagem à cidade de Lisboa criado pela coreógrafa alemã.

Digressão do espectáculo

Guimarães: 9 de Outubro
Ponta Delgada: 4 de Dezembro
Porto: 16, 17 e 18 de Dezembro
Torres Novas: data a definir
Aveiro: 2 de Abril
Torres Vedras: 26 de Março
Coimbra: data a definir



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This