“Pina Manique – Um reformador no Portugal das Luzes” | Laurinda Abreu

“Pina Manique – Um reformador no Portugal das Luzes” | Laurinda Abreu

Retrato de um homem iluminado

Consequência do estudo que Laurinda Abreu realizou aquando da investigação que resultou na publicação de “O Poder e os Pobres: As dinâmicas políticas e sociais da pobreza e da assistência em Portugal (séculos XVI e XVIII)”, chega agora às livrarias “Pina Manique – Um reformador no Portugal das Luzes” (Gradiva, 2013) obra que faz um retrato diferente de Diogo Inácio de Pina Manique e que mostra o perfil de alguém que apresentou, e concretizou, projetos de certa forma revolucionários e idealistas, revitalizando em parte um país ensimesmado que escondia a cabeça na areia face a questões pertinentes como a saúde e a sobrevivência dos seus pares.

Professora no Departamento de História da Universidade de Évora, Laurinda Abreu é uma das maiores referências em termos de investigação no que toca ao historial da saúde de Portugal no período moderno, chegando mesmo a coordenar vários projetos de âmbito internacional e dedicando-se também à obra de Pina Manique.

Com uma assinalável e irrepreensível base documental – que resultou em mais de um milhar de contextuais notas de rodapé e assente numa rica bibliografia –, Laurinda Abreu dá a conhecer o lado mais “humano” de Pina Manique, revelando o interesse daquele que foi um dos mais polémicos governantes dos finais do Antigo Regime por questões como a prosperidade nacional, o combate à imoralidade ou a aposta na educação.

Ao longo de perto de cinco centenas de páginas ficamos a conhecer as dinâmicas reformistas apresentadas por Pina Manique no século XVIII, a defesa de uma organização policial cujo objetivo era defender a população, as propostas políticas de melhorar a saúde pública, assim como uma possível análise e avaliação das ações inovadoras deste magistrado que foi, em tempos, um dos homens de maior confiança de Sebastião José de Carvalho e Melo.

Numa conjuntura em que Portugal é tomado de assalto por uma crise que teima em não encontrar uma saída, Laurinda Alves aposta num livro que faz recuar na cronologia e mostra um país que, em tempos, soube contrariar as dificuldades vigentes assentando o seu progresso na visão extraordinária de alguns homens com ideias e convicções fora de comum. Em forma de diário histórico, “Pina Manique – Um Reformador no Portugal das Luzes” assume-se como um livro deveras interessante e de leitura obrigatória para todos os amantes da História relativamente recente de Portugal, bem como para os que acreditam que as ideias podem mudar consciências e o futuro de países ancorados em si mesmos.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This