3

Pokkén Tournament DX | Análise

Combates aliciantes onde, quando e como quiseres!

A biblioteca da Nintendo Switch está prestes a ser complementada por mais um título de eleição, originalmente lançado para a Wii U. Falo de Pokkén Tournament, o sólido jogo de luta que revolucionou a série ao oferecer combates entre Pokémon num formato nunca antes visto. Mais envolventes e visualmente impressionantes, também a jogabilidade foi sinónima de uma experiência única para os fãs. O que fez, fez muito bem e se pecou, foi apenas pelo leque de lutadores disponível convidar a alguma repetição de encontros. Algo que se tornou ainda mais evidente na nossa viagem até ao topo da liga Ferrum no modo single-player. De cara lavada e com um maior número de lutadores, Pokkén Tournament chega à Nintendo Switch na versão DX a prometer mais e melhor, onde, quando e como quisermos!

Tal como na versão original, depois de uma vez mais dar nome e rosto ao meu treinador de Pokémon, sou transportado para o Hub do jogo, o local onde posso escolher qual o modo que me apetece jogar. Está lá tudo, desde o modo Single Battles que me permite enfrentar ad eternum o computador, ao Local Battle que, como o nome indica, convida o jogador a partilhar a sua experiência com familiares e amigos no sofá lá de casa. Este último modo, claro, surge perfeitamente adaptado para a Switch. Na Wii U, a cada jogador correspondia a acção que decorria na televisão ou no ecrã táctil do GamePad. Já na actual consola da Nintendo, a experiência de jogo pode ser totalmente apreciada na televisão, com ou sem Split-Screen. Só que o melhor, para mim, é mesmo o facto de bastarem os dois Joy-Con para que ambos os jogadores se possam divertir a jogar Pokkén Tournament DX. Uma acessibilidade de luxo que neste momento só a Nintendo Switch consegue proporcionar.

Ainda no Hub, outras novidades que nos vão saltar à vista são os Desafios Diários e o Team Battle. Um modo no qual teremos de formar uma equipa de três Pokémon e com o propósito de derrotar os da equipa adversária, um após o outro. Fora isso, em termos de modos, é Pokkén Tournament tal como o conhecemos mas com direito a algum aprimoramento aqui e ali. O extenso modo Practice que tão bem nos mostrava as nuances muito próprias da jogabilidade deste título, surge inalterado. Já o modo Online, porém, regressa com a possibilidade de agora podermos criar ou procurar um grupo de jogadores com quem competir. A isso alia-se ainda o facto de podermos assistir às partidas entre outros jogadores. Duas inclusões pertinentes e algo solicitadas no passado pelos jogadores, ideais para quem procura jogar contra indivíduos com o seu nível de perícia ou para desenvolver novas estratégias, ao observar os combates entre a comunidade.

Tal como na versão original, a história surge intercalada com a Ferrum League. Esta também não sofreu alterações. Quem a conhece, já sabe o que esperar. Quanto aos recém-chegados contem com uma história, interessante o quanto baste, capaz de prender o vosso interesse em relação ao mistério que envolve um Mewtwo negro. Apesar de este modo ser idêntico ao da versão original, desta feita, a percorrer as várias ligas até ao topo, a repetição mencionada em cima é menos evidente e isso deve-se à principal novidade que é a de Pokkén Tournament DX contar com a adição de 4 novos Pokémon: Decidueye, Croagunk, Scizor, Empoleon e Darkrai. São, portanto, 20 os Pokémon que constituem o leque de lutadores disponíveis. Se quero mais? Quero, afinal de contas Pokémon é sinónimo de quantidade e coleccionismo. No entanto, não posso negligenciar todo o trabalho que se esconde por detrás do desenvolvimento de cada um destes lutadores, desde a sua criação, ao desenvolvimento das suas habilidades e o balanceamento com as restantes. Com 20 lutadores e 31 combinações de suporte (a dupla de Litten e Popplio é a principal novidade neste departamento) o leque de Pokkén Tournament surge bem mais robusto e a fórmula de combate introduzida pela equipa responsável por Tekken continua a assentar-lhe que nem uma luva.

A jogabilidade continua a ser o ponto alto da experiência e se na Wii U os combates já eram aliciantes, na Switch este jogo beneficia de um esplendor visual ainda mais refinado. Cada Pokémon traz consigo diferentes habilidades e uma forma distinta de jogar. Evoluir os seus atributos, mediante o sistema de progressão que já vem da versão original continua a ser gratificante e o mesmo se pode dizer de estudar as habilidades de cada um. A solo ou com amigos e desconhecidos, a acção continua frenética! Sempre a transitar entre a Field Phase (em que contas com a liberdade para mover-te em 360 graus e tens acesso a diversos ataques de longo alcance) e a Duel Phase (com o jogo a assumir um plano bidimensional mais semelhante ao dos beat’em up tradicionais) a mínima distracção pode custar-vos o combate. Estudem o vosso adversário e descubram a altura certa para desencadear o poderoso ataque especial do vosso Pokémon sobre o adversário. Acreditem que continua a ser um deleite para os olhos!

Pokkén Tournament DX chega muito bem à Nintendo Switch, mostrando-se como a versão definitiva deste título. Ideal para quem ainda não teve a oportunidade de o experimentar, não deixa de piscar os olhos aos veteranos, ao fazer-se acompanhar por novos lutadores e uma experiência de jogo mais aprimorada. A solo ou com amigos e desconhecidos online, este é um jogo capaz de fazer as delícias de qualquer fã do género, onde, quando e como quiserem. Encontramo-nos em Ferrum?



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This