rdb_porumdiaclaro_header

Por Um Dia Claro

Uma nova voz sobre o teatro juvenil.

Uma criança que nasceu com os miolos fora da cabeça; uma criança que traz palavras consigo, mas que ainda não estão prontas, “como os cavalos quando ainda são petizes e as pernas lhes crescem mais depressa do que a espinha”. Ana Lázaro quis partir de obras de Almada Negreiros e Fernando Pessoa, apresentando por sua vez uma dramatização como um instrumento de reflexão e desenvolvimento de ideias.

Esta peça, direccionada para jovens e adolescentes a partir dos 12 anos, mas aberta ao público em geral, pretende apresentar o trabalho de ambos os autores de uma forma inovadora e dinâmica. Mais do que um complemento ao plano de estudos que engloba Fernando Pessoa e Almada Negreiros, é uma ferramenta para os alunos (e não só), de forma a poderem fortalecer tanto o seu olhar crítico como a sensibilidade artística e literária.

Foi a partir de “A Invenção do Dia Claro”, de Almada Negreiros, que surgiu esta personagem, interpretada por Simon Frankel. Uma criança que, dentro do seu universo, um universo tão colorido, ingénuo – e por vezes cruel – quanto um circo, vai criando a sua própria estória, com as tais palavras que “ainda não estão prontas”. A sua estória vai passando por lugares reconhecidos na obra literária dos dois autores, acompanhada pela música composta por Inês Melo, música essa que merece uma referência extraordinária pela delicadeza com que pauta uma infância feliz.

“Por Um dia Claro” é um projecto único com uma nova voz sobre o teatro juvenil, mas que convida todos a entrarem neste imaginário tão abundante e complexo.
Uma Produção DOBRAR:

Lisboa: 8 e 9 de Dezembro
POST – Armazém 11 da Antiga Fábrica Simões, Avenida Gomes Pereira, Benfica
21h30

Cascais: 10, 11 e 18 de Dezembro
Auditório Fernando Lopes Graça, Parque Palmela
16h

Leiria: 19, 20 e 21 de Dezembro
Sala Jaime Salazar Sampaio
21h30min

Porto: 17 de Março
Teatro do Campo Alegre
16h e 21h30min



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This