preta1

PRETA

O projecto Preta também esteve presente no Mercadillo do OFFF Barcelona 2011. Aqui fica um pouco da conversa com o colectivo!

O que é a PRETA?

Preta – A PRETA é um projecto iniciado em Outubro de 2009, constituído por pessoas de diferentes áreas, tais como o design, artes plásticas e ilustração. Vamos desenvolvendo ideias e mecanizando estruturas para as concretizar. Actuamos em diversas áreas e formatos. Desde o design gráfico, web, vídeo, ilustração, intervenções urbanas a instalações. Iniciou-se como um projecto paralelo à actividade profissional de cada um de nós, no entanto e pelo seu crescimento, tem vindo a conquistar prioridade e investimento necessários nas nossas vidas.

O vosso campo de intervenção é vasto e multidisciplinar. Quem são as pessoas que fazem parte da vossa equipa e quais as suas funções?

O campo de intervenção é vasto e multidisciplinar precisamente porque as seis pessoas que constituem a PRETA movem-se por diferentes áreas, para além da sua formação de origem. Temos pessoas de design de produto a fazer ilustração, pessoas de artes plásticas na gestão e produção, de comunicação a fazer produto. No fundo, cruzamo-nos e completamo-nos conforme o projecto que estejamos a desenvolver.

O projecto PRETA Papertoys venceu a edição de 2010 do concurso “Procuram-se novos talentos” promovido pelo Mercado Mundo Mix. Essa distinção fez-vos alargar os horizontes?

Esta distinção foi, para nós, uma verdadeira surpresa. Tivemos conhecimento do concurso, juntamo-nos para um brainstorming e surgiu o projecto dos papertoys. Tínhamos os ingredientes necessários, fizemos a sopa e enviámos para o Mercado Mundo Mix. Poucos dias depois soubemos que tínhamos ganho. Esta distinção fez-nos alargar horizontes, evidentemente. Não só pelo reconhecimento inerente enquanto prémio, mas também pela viabilidade económica e criativa do projecto. Depois do Mundo Mix, fomos até ao Porto, onde estivemos presentes na 2ª edição do POPs – Projectos Originais Portugueses, concurso promovido pela Fundação de Serralves.

A cultura e a tradição aparece muitas vezes aliada às vossas instalações e aos vossos produtos. No vosso ponto de vista qual é a relação que o design deve manter com estes?

A cultura e a tradição surgem nos projectos e produtos da PRETA de forma descontraída. Não é uma pretensão nem uma estratégia. Os concursos e festivais nos quais temos participado têm, e ainda bem, potenciado a cultura e tradição portuguesa. Como consequência, dada a boa receptividade e impacto dos papertoys, tanto no mercado nacional como internacional, gostamos de assumimo-los como objectos ou produtos volantes de várias culturas, nomeadamente a portuguesa.

Estar presente no OFFF, juntamente com os grandes nomes da cultura visual contemporânea, não é para todos. Sentem-se privilegiados por dispor desta oportunidade?

Mais que privilegiados sentimo-nos reconhecidos e agradecidos. As oportunidades existem, estão criadas, resta-nos arriscar. Enviámos o projecto e foi aceite. Se o nosso trabalho nos proporciona privilégios… isso já é outra questão.

Os PRETA Papertoys têm feito sucesso. Quais foram os comentários mais interessantes que receberam do vosso trabalho por parte dos visitantes do OFFF?

Os comentários na generalidade convergiam no mesmo sentido, dado o carácter formal e ilustrativo do projecto. So sweet, Mola mucho, Muito bom. Nos entretantos havia espaço para nos sugerirem os papertoys em outros suportes, tais como a animação, stop motion, etc.

Para vocês qual foi o grande ponto alto da edição deste ano do OFFF?

O ponto alto do OFFF, para nós enquanto PRETA, foi a possibilidade de mostrar, trocar experiências, conhecer outras visões, mundos, partilhar o nosso. Este género de eventos são pulmões de criatividade, engrenagens constantemente activas, um non stop de ideias, pessoas, criação. Não interessa se és de Lisboa, Nova Iorque, Barcelona, Berlim… interessam os projectos, a vontade de conhecer, mostrar, crescer. A vontade de estar na linha da frente e de fazer mover.

Quais os próximos objectivos para a PRETA?

Neste momento, a PRETA está a assentar em Barcelona. O OFFF surgiu num bom momento dado que permitiu uma rede de contactos que seria mais difícil noutras circunstâncias. Continuar com este projecto dos Papertoys, seguramente, e dar continuidade aos outros projectos que estamos a desenvolver, nomeadamente as PRETA-Trip.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This