rdb_proenzaschouler_header

Proenza Schouler

Nem só de preto e cinzento se faz o Inverno.

Desengane-se quem pensa que amarelo e azul são só as cores do equipamento da selecção brasileira. Este Inverno essas são duas das cores propostas pela marca Proenza Schouler.

Desta vez Jack McCollough e Lazaro Hernandez (Proenza e Schouler são os apelidos de solteiras das mães de ambos), viajaram até ao Novo México para procurar inspiração. De lá trouxeram os famosos ponchos e cobertores índios de onde retiraram as ideias de grande parte daquilo que apresentaram na Semana da Moda de Nova Iorque em Fevereiro deste ano. Motivos típicos das vestimentas índias foram digitalizados e pixelizados ao máximo para que, mantendo a sua traça típica, se enquadrassem na imagem da marca. Assim, temos padrões e mais padrões numa enorme variedade de cores, o preto mistura-se com o azul, o amarelo-mostarda, o laranja, o verde e o castanho.

Para reforçar a ideia de Wild West os estilistas optaram por usar o veludo, a lã e o couro, fazendo-lhes cortes assimétricos e modelando-os em espiral, transformando assim peças que poderiam ser consideradas antiquadas, formais e até conservadoras em roupas sedutoras e contemporâneas.

É fácil de perceber então porque é que esta marca é considerada uma das mais cool do momento e a preferida de grande parte da elite made in Hollywood.

No geral, é uma colecção coesa e divertida que deixa a promessa de que, ainda que o Inverno não seja mais frio que o costume e que a economia mundial continue em declínio, pelo menos no que à roupa diz respeito vai com certeza ser um Inverno mais colorido.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This