Quinteto Tati & Ena Pá 2000

Jornada dupla este fim-de-semana, 27 e 28 de Janeiro, no Maxime.

A mais peculiar sala de espectáculos da capital apresenta uma jornada dupla este fim-de-semana, inserida no campeonato musical nacional: dia 27, sexta-feira, sobe a palco o Quinteto Tati; e no dia seguinte é a vez dos Ena Pá 2000. Dois regressos há já muito tempo esperados.

O Quinteto Tati é um colectivo composto pelos dois músicos ex-Belle Chase Hotel, JP Simões e Sérgio Costa, e Miguel Nogueira, Rui Alves, Daniel Tapadinhas e Pedro Pinto. Estrearam-se em 2004 com o álbum “Exílio”, aclamadamente considerado uma das mais originais criações nacionais do ano.

Com um repertório assente sempre na língua portuguesa, o percurso do Quinteto Tati orbitra constantemente entre o bolero, a rumba, a valsa e até o fado, sempre num tom muito jazzy, com aquela mística que só a improvisação consegue transmitir.

Depois de “Exílio”, JP Simões alertara-nos para não nos admirarmos se, “um dia destes, apareça por aí um disco novo com canções escritas por mim e pelo Sérgio”. Por isso, enquanto esperamos ansiosamente, nada como aproveitarmos o regresso aos palcos, no Maxime.

Quanto aos Ena Pá 2000 é o regresso de Manuel João Vieira aos primórdios, depois das últimas deambulações por entre os seus vários projectos: os Corações de Atum, os Irmãos Catita e até a campanha presidencial(!). Este intitulado concerto supresa – que não é tão supresa quanto isso – marca ainda o regresso de Manuel João Vieira ao palco do Maxime, depois da noite de passagem de ano, onde encabeçou os Irmãos Catita num dos espectáculos de variedades mais atractivas da reveillon 2005/2006.

Suor e fantasia é o lema desta jornada dupla, a acontecer este fim-de-semana – 27 e 28 de Janeiro – no Cabaret Maxime, a sala de espectáculos com mais mística e carisma da Capital. Para os menos informados, o Maxime situa-se na Praça de Alegria, nº 58, em Lisboa.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This