REALIZADORES PORTUGUESES EM GRANDE NO CURTAS VILA DO CONDE

O Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema tem, este ano, um palmarés que muito honra o cinema português! «Os vivos também choram», de Basil da Cunha, venceu o Prémio de Melhor Filme na Competição Nacional do 20º Curtas Vila do Conde e foi, de igual modo, um dos vencedores do Prémio RTP2 Onda Curta.

Ainda na Competição Nacional foi atribuída uma Menção Honrosa a «A Cidade e o Sol», de Leonor Noivo.

«A comunidade», de Salomé Lamas, venceu o Prémio para Melhor Documentário.

E , de João Pedro Rodrigues, foi distinguido com o prémio para melhor curta-metragem europeia (nomeação para os Prémios do Cinema Europeu, na categoria de curta-metragem, organizados anualmente pela European Film Academy).

O Júri oficial das competições, constituído por Margarida Cardoso, Graça Castanheira, Ed Lachman, Martin Pawley e Adrian Sitaru, atribuiu na Competição Internacional prémios nas 3 categorias apresentadas a concurso: Animação, Ficção e Documentário.

Destaca-se o vencedor do Grande Prémio «Cidade de Vila do Conde», atribuído ao melhor filme em competição, no valor de 2.000 euros, patrocinado pela Câmara Municipal de Vila do Conde. O filme vencedor foi o documentário «Story of the Modlins», do espanhol Sergio Oksman.

O Curtas Vila do Conde termina este domingo, tendo ainda para apresentar várias sessões com filmes premiados, não só desta edição mas também de anos anteriores.

Até à hora da cerimónia de entrega de prémios já havia sido ultrapassado em 10 por cento o número de espetadores registado no ano passado. E também por esse motivo, o 20º Curtas Vila do Conde superou as melhores expetativas da organização.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This