foto11

Respiga

NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA

Respigar. Originalmente utilizado para descrever o processo de aproveitamento dos grãos de cereais que ficavam na terra após as colheitas, há muito que este termo caiu em desuso e ganhou o estatuto de arcaico.

Estes grãos, não sendo considerados economicamente viáveis, não eram colhidos. Triunfava, nesta altura, a Lei da Respiga, em que os ceifeiros eram incentivados a não colher todo o cereal que ficava nos campos, para que os mais necessitados pudessem respigar, ou recolher, as sobras.

Mas chega de história, e vamos ao que interessa. E se hoje, como nesses tempos se fazia, perdurasse o costume de respigar? É com este mesmo compromisso que a loja-oficina Respiga actua. Desde peças de mobiliário, a produtos de arte e design, os artigos que encontramos na Respiga são da autoria dos arquitectos e fundadores do projecto, Ana Cláudia Martins, Luís de Carvalho e Rui Bispo.

Juntos, são a Respiga. E foi com o lema de que nada se perde e tudo se transforma que decidiram partir juntos nesta jornada. Situada no centro histórico da Parede, o edifício onde hoje se encontra a loja foi também ele resultado da gana que este grupo de amigos tem em respigar tudo o que os rodeia. Até se tornar praticamente numa ruína, foram variadíssimas as actividades que o edifício do séc. XIX acolheu: vacaria, armazém de bananas, mercearia e oficina de cromagem, entre outras. Desde a loja onde expõem o produto acabado, à oficina e ao logradouro onde podem ver as matérias-primas e como as peças são feitas, todo o espaço é aberto ao público.

Com a ajuda de outros artistas sediados em Portugal, tais como a ceramista Ana Sobral, Curwa, De Raiz, G-COD3, Galho, entre outros, eles respigam, reutilizam, redesenham, refazem e recomeçam.

A sua missão não podia ser mais clara e está bem expressa na marca: “Nada se perde”. Através da produção de design de qualidade unicamente a partir da reutilização de materiais, os arquitectos pretendem “ser uma montra do que de melhor se faz em Portugal e contribuir para a promoção do design nacional”, ao mesmo tempo que reduzem a pegada ecológica.

Recorrendo quase exclusivamente à reutilização de matérias-primas, trabalham com o que vão encontrando: madeiras, partes de móveis, garrafas de vidro, conchas, cascas de caracóis, etc. O respeito pelo que de melhor a passagem do tempo pode trazer a cada material, permite-lhes criar peças únicas. Para quem valoriza uma casa sem igual, a Respiga é o santuário dos produtos exclusivos e ímpares. Cada greta, padrão e morfologia dos materiais que usam, acrescenta valor aos produtos que vendem, assim como sucessivos níveis de leitura e pormenores: “Estamos sempre em busca de novos materiais e de novas ideias para lhes dar vida”, afirma Rui Bispo.

Com a crença de que o design eco-friendly é, e deve ser cada vez mais democratizado, o intuito é também o de fornecer um portefólio de produtos “mais acessíveis a um leque cada vez mais vasto da população”. Isto torna-se possível por trabalharem maioritariamente com matéria-prima gratuita, produção própria sem intermediários nem custos de transporte, para que no final o preço seja o mais justo possível.

Apesar da grande estima e orgulho que os criadores têm pelo mobiliário “green” que produzem, reduzir a Respiga à definição de loja que vende peças “amigas do ambiente”, será uma imprecisão sem precedentes. Verdade seja dita. Os produtos da Respiga são muito mais que isso: são produtos únicos e irrepetíveis!

Se estás à procura de uma decoração capaz de oferecer conforto, exclusividade e originalidade, a Respiga é a tua loja. Se a tua preocupação é a de ter um mobiliário green e eco-friendly, idem. Seja qual for o propósito, a Respiga é uma loja-oficina que aposta, acima de tudo na produção de peças de design intemporal e de qualidade inquestionável. Acreditam que só com a qualidade se consegue contrariar a tendência do descartável, e por isso “temos por objectivo conceber peças que durem uma, e outra vida”, o que só se torna possível com padrões de qualidade exigentes.

É também com a convicção de que é o “o detalhe que faz a diferença em qualquer casa, qualquer que seja o estilo” que as peças da Respiga se revestem e distinguem de todas as outras. Por isso, se estás à procura de mobiliário que responda aos melhores critérios de preço-qualidade-exclusividade, a Respiga é o sítio a estar.

Morada: Rua José Elias Garcia, n.º 29, 2775-217, Parede, Cascais, Portugal.

www.respiga.com

E-mail: respiga.ecodesign@gmail.com

Telefone: 214573198

 

Imagens cedidas pela Respiga



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This