Rita Cardoso

Em altura de rescaldo do Termómetro Unplugged deste ano decidimos relembrar a vencedora de 2000 que, através da sua música, dá uma nova dimensão às palavras.

Os festivais e concursos de música podem ter muitos aspectos positivos para aqueles que querem iniciar uma carreira. O nome, o projecto e a criatividade são expostos ao público e, principalmente, é dada a oportunidade de tocar e de mostrar o talento que muitos acham que possuem. Felizmente que o resultado de alguns concursos não se fica pela visibilidade subjectiva que os meios de comunicação dão aos concorrentes e vencedores e transformam a vitória num registo fisico discográfico.

Foi isso mesmo que aconteceu a Rita Cardoso. Através da sua vitória no Termómetro Unplugged no ano de 2000, foi gravado um EP, “Acatisia”, onde estão incluídos os temas que lhe deram o primeiro lugar no festival e ao qual tivemos acesso. São quatro temas – três originais e uma versão dos Lamb – bastante representativos da forma que Rita pretende assumir no mundo da música. Não pretende criar ambiguidades a quem a ouve, desenvolvendo um fio condutor entre todos os seus temas, não deixando espaço para qualquer dúvida no estilo a seguir no futuro.

Os ambientes criados são bastante minimais no que diz respeito aos instrumentos utilizados. Elementos de percurssão e guitarras criam a atmosfera ideal para o verdadeiro instrumento da sua música brilhar – a sua voz. Consegue criar uma quantidade invejável de tons e as suas alterações vocais são extraordinárias, dando uma dimensão arrepiante à sua música. A utilização do inglês e do português nos seus temas encaixa perfeitamente no estilo por ela criado e dá uma dimensão ainda mais global às palavras por ela proferidas.

A alteração de tons vocais aumenta as metáforas criadas para exprimir os sentimentos pessoais que pretende partilhar com quem a ouve. As relações entre as pessoas, ou a falta delas, são o mote para os seus textos que encontramos nos originais que compõem este registo. A própria escolha de “Softly” dos Lamb está no seguimento desta linha conceptual e, embora esteja completamente transformado, abre uma quantidade enorme de oportunidades a Rita Cardoso no que diz respeito a novas roupagens de temas do seu agrado.

Uma grande voz que poderá ter um grande futuro à sua frente. Para isso tem que trabalhar bastante, principalmente na produção dos temas e ter alguma sorte no seu percurso artístico.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This