Sessões extra de Linhas de Wellington e a Extensão do Queer Lisboa ao TAGV

Depois do grande sucesso alcançado com a exibição do filme Linhas de Wellington, o TAGV programa novas sessões. Já na próxima semana, dia 18 (quinta-feira), estão agendadas mais duas sessões extra, às 18h00 e 21h30. Cerca de 1 800 espetadores assistiram ao filme nos dias 8 e 9 de outubro (sessões para público escolar e público em geral). O cinema no TAGV regista uma grande adesão do público para os ciclos “Cinema à Segunda”, “Sessões do Carvão”, ou ainda para projetos em que o TAGV é parceiro.

Esta semana, nos dias 12 e 13, em uma organização da Câmara Municipal de Coimbra, será exibido Coimbra in Motions, um ciclo de cinema sobre Coimbra, em diversos registos e épocas, destinado especialmente, mas não só, à comunidade internacional que no início de cada ano letivo se fixa na cidade. As apresentações dos filmes, contam com a presença dos realizadores António Ferreira, Nuno Portugal, Rita Alcaire, Rodrigo Lacerda, José Carlos de Oliveira e Raquel Freire em debates moderados por Ana Maria da Silva Machado, António Bandeirinha e Jorge Figueira.

Seguimos com Cinema à Segunda, no dia 15 de outubro, às 21h30, com a exibição exclusiva em Coimbra e no TAGV, do mais recente filme do realizador francês Bruno Dumont, largamente premiado internacionalmente: Festival de Cannes 2011; Festival de Toronto 2011 e Festival de Londres 2011. Em França, na zona da Côte d’Opale, perto de uma aldeia, do seu rio e dos seus pântanos, vive um estranho homem que vai sobrevivendo, enquanto comete alguns roubos, reza e acende pequenas fogueiras. Uma rapariga de uma quinta nas redondezas toma conta dele e arranja-lhe alimentos. Os dois passam muito tempo juntos no vasto cenário de dunas e bosques, envolvendo-se misteriosamente em orações privadas no final das lagoas, onde o Diabo espreita.

A extensão do Festival Queer Lisboa 16 ao TAGV é também uma novidade. Procurando levar o melhor do cinema queer a diferentes pontos do país, o Festival de Cinema Queer Lisboa, aposta na organização de extensões da sua programação. Para a cidade de Coimbra, e em colaboração com a distribuidora FiGa Films, o Festival programou, para o dia 16 de outubro, com sessões às 18h00 e 21h30, uma mostra com alguns dos mais relevantes títulos do novíssimo cinema brasileiro, um país cuja cinematografia tem dado um importante contributo para este género nos últimos anos. A Novela das 8, primeira longa-metragem de Odilon Rocha, transporta-nos ao Rio de Janeiro de 1978, uma cidade dividida entre a euforia da estreia da telenovela Dancin’ Days e a repressão da ditadura militar, e que serve de cenário à história de uma mãe que vive uma existência na clandestinidade, observando ao longe o crescimento do filho, em plena fase de descoberta da sexualidade. Já Olhe Pra Mim De Novo leva-nos aos cenários rurais nordestinos, numa viagem conduzida por Syllvio Luccio, um transsexual masculino à procura da sua identidade. Com a curta Gisela, estamos de regresso ao Rio, ao apartamento onde assistimos à bizarra e ambígua relação entre Gisela e a sua empregada Luiza. A Novela das 8 recebeu o Prémio do Público da Competição para a Melhor Longa-Metragem e uma menção especial para Olhe Pra Mim de Novo.

A cada quarta-feira, na Casa das Caldeiras, o TAGV propõe ciclos constituídos por clássicos da história do cinema. Para as próximas sessões, no dia 17 de outubro, o TAGV programou uma retrospetiva dedicada ao cineasta mexicano Julián Hernández, cujas grandes obras nunca estrearam comercialmente em Portugal. A associação do Festival Queer Lisboa 16 a este ciclo das Sessões do Carvão prolonga a extensão deste Festival incluída na programação do TAGV.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This