SM_header

Keep it Simple (Minds)

Da eficiência profissional à falta de emoção

À hora marcada, Jim Kerr & companhia limitada subiram ao palco do Coliseu de Lisboa, no passado dia 14 de Fevereiro, para “servirem” ao público português um menu de cerca de vinte e cinco canções carregadinhas de saudades e de cheiros de outros tempos. Ficou por cumprir «Don’t you forget about me» – que nós não esquecemos, Jim. E durante duas horas e meia provámos que a nossa memória está «Alive and kicking» (que também ficou por cumprir).

5×5 é uma digressão que se cumpre presenteando o público com 5 canções dos 5 primeiros álbuns da banda. A saber: “Life in a Day” (1979), “Real to Real Cacophony” (1979), “Empires and Dance” (1980), “Sons and Fascination/Sister Feelings Call” (duplo álbum, 1981) e “New Gold Dream” (1982).

Jim Kerr, 52 anos, mantém a postura física de outros tempos. Sim, o tempo passou por ele, bem como por Charlie Burchill (ambos fazem parte da formação original). Mas ainda assim a banda Simple Minds surge-nos fresca e disposta a chegar, ver e vencer. E efectivamente a banda chegou e viu; mas quanto a nós não venceu. E referimo-nos aqui à carga emocional e ao contacto com o público que ficou aquém das expectativas. A sensação que ficou foi a de uma banda profissional e eficiente, mas que não soube agarrar (ou deixar-se agarrar) por um público de todas as idades que merecia outro tipo de atenção. Raros foram os momentos em que Kerr “passou” o microfone para o público. E se nós conhecíamos bem as músicas e as cantávamos, do princípio ao fim (com um fan ran fan fan pelo meio, admitamos).

O concerto iniciou com «I Travel». Kerr abraçou o fantástico jogo de luzes que acompanhou todos os seus passos de dança que lhe são tão característicos. «Someone Somewhere in the Summertime» foi, quanto a nós, o momento alto da noite, com o público a tomar a rédea do Coliseu. O encore foi também ele eficiente e profissional, com as luzes a acenderem-se “demasiado cedo” e a anunciar que estava na hora de ir descansar, porque no dia seguinte todos tínhamos que ir trabalhar.

Em palco, a banda constituída por  Jim Kerr (voz), Charlie Burchill (guitarra), Mel Gaynor (bateria), Ged Grimes (baixo) e Andy Gillespie (teclados) cantou «Promised you a miracle», mas o milagre não aconteceu. Aguardemos pelo novo álbum, a chegar em 2013 e, quem sabe, a novo concerto por terras lusas.

Fotografia por José Eduardo Real. Galeria fotográfica aqui.

Alinhamento do concerto:

1. I Travel
2. Today I Died Again
3. 70 Cities
4. Scar
5. Wasteland
6. Fear Of Gods
7. Love Song
8. Life In a Day
9. Pleasantly Disturbed
10. In Your Room

Segunda parte
11. The American
12. Celebrate
13. Sweat In Bullet
14. Calling Your Name
15. Changeling
16. Factory
17. Premonition
18. King Is White
19. Promised You A Miracle
20. Someone Somewhere in Summertime

Encore
21. Themes For Great Cities
22. Glittering Prize
23. Someone
24. Chelsea Girl
25. New Gold Dream



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This