skyrim_se

Skyrim: Special Edition | Análise

Regressar nunca foi tão bom!

Esta é simplesmente a melhor versão de Skyrim a chegar às consolas PlayStation 4 e Xbox One e muito provavelmente o jogo onde vou passar novamente algumas centenas de horas a explorar um dos melhores universos que já alguma vez chegou ao mundo dos videojogos. Agora que já colocámos os pontos nos is, quero apenas confessar-vos a enorme alegria que sinto neste momento pela oportunidade de, em Skyrim, poder voltar a rodear-me do espectacular lore de Tamriel. Um jogo com o qual perdi bastantes horas, no qual completei a história principal mas onde, efectivamente, nunca tive a oportunidade de experimentar o conteúdo adicional oferecido pelos DLCs. Encontrei agora a melhor desculpa para o fazer…

O jogo corre de forma suave nas consolas e as mudanças mais significativas, ao nível da iluminação, são estrondosas com os conhecidos “raios de deus” em claro destaque nos nossos ecrãs. Seja de noite, seja de dia, a forma como a luz da Lua e do Sol resplandece entre as árvores e edifícios da região de Skyrim é capaz de deixar qualquer um boquiaberto. Por outro lado, também as sombras estão um nível acima daquilo que havíamos visto na PlayStation 3 e Xbox 360, com todos os pormenores bem mais definidos e marcados pelo cenário. O mesmo se pode dizer para a distância de renderização do jogo que agora atinge proporções épicas. Como se não bastasse, para maravilhar ainda mais os nossos olhos, os criadores acrescentaram a opção de depth of field que simula a percepção do nosso olhar no mundo real sobre os objectos em Skyrim. Se olhamos no primeiro plano para uma pessoa, por exemplo, vamos perceber que tudo o resto em segundo plano se desfoca de forma automática. Um pormenor delicioso que não deixará nenhum jogador com o vício escondido da fotografia indiferente. As cores também sofreram uma ligeira afinação e os amarelos parecem agora estar bastante mais saturados. Algo que resulta numa boa forma de dar realce às fantásticas paisagens e céus sobre a região de Skyrim. As personagens, por sua vez, não estão muito melhores em relação à versão anterior embora ostentem uma melhor definição e as suas texturas parecem ter sido revistas.

skyrimspecialeditionsnow_1465779596

Apesar de todo o esplendor do exterior, o charme que sempre me cativou em Skyrim escondia-se na imersão das cavernas, masmorras e locais mais fechados, cuidadosamente escondidos pelo mapa da região dos Nords de Tamriel. Foi sempre por lá que encontrei os melhores momentos do jogo e onde o levei mais a sério. Cada curva, cada teia de aranha que desviava parecia envolver-me ainda mais no ambiente e a forma cuidada e orgânica como estas zonas mais reconditas estão desenhadas é genial. E se assim o era em 2011, ainda mais se tornou nesta Skyrim: Special Edition. Apesar de não ser tão notória a diferença entre a versão anterior e esta no interior, a verdade é que as melhorias nos efeitos do ambiente não passam despercebidas.

Para além da inclusão de todos os DLCs nesta edição especial (Dragonborn, Hearthfire e Dawnguard), a maior novidade é a inclusão dos mods nas consolas. O mais surpreendente é que, apesar de todas as expectativas negativas que os jogadores tinham, apontando que a Bethesda não seria capaz de os conseguir fazer correr na perfeição, a verdade é que os mods instalam-se sem males maiores e funcionam perfeitamente nas consolas. Contudo, na versão que testámos para esta análise, a da PlayStation 4, o número de mods ainda não é muito elevado neste momento. Algo que, se bem conhecemos a forma como a comunidade modder adora o Skyrim, irá mudar drasticamente nos próximos meses. Outra novidade, que veio para nos facilitar a vida por Skyrim, é a inclusão do quicksave importado directamente de Fallout 4. Gravar nunca foi tão fácil já que, num piscar de olhos, conseguimos gravar o nosso progresso no jogo nesta nova versão. Também os tempos de loading estão brutalmente reduzidos em relação ao que acontecia com a anterior geração de consolas. São tão rápidos que, por vezes, não temos tempo de ler as mensagens de lore que estrategicamente haviam sido colocadas para disfarçar os tempos de loading demorados da Playstation 3 e Xbox 360.

skyrimspecialeditionfallforest_1465779409

Esta é uma versão para aqueles que querem voltar a Skyrim porque não o exploraram completamente ou, porque estiveram fechados num buraco escuro durante os últimos cinco anos (só assim é possível explicar tal coisa), para os que nunca tiveram oportunidade de o experimentar. Os jogadores que exploraram todo o conteúdo das anteriores versões não vão encontrar nada de novo nesta versão para além do upgrade gráfico… e tal pode não ser o suficiente para os convidar a uma nova aventura por Skyrim. Não obstante, se o vosso sentimento nostálgico ultrapassar este factor, então Skyrim: Special Edition é a melhor versão que poderão encontrar do jogo. Aventurar-me pelas terras de Skyrim nunca foi tão bom.  Fus roh dah! [Entra a música épica!]



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This