Sónar 2014

Sónar 2014

A cidade de Barcelona está em contagem decrescente para receber a 21ª edição daquele que por muitos é considerado o festival dos festivais de música electrónica

Entre os dias 12 e 14 de Junho a cidade culé regista uma enchente avaliada em cerca de 400.000 (!) pessoas – o festival tem lotação apenas para 120.000 – obviamente, não há memória de um único bilhete por vender.

Mais que um simples aglomerado de pessoas a ouvir música de dança, o Sónar, Festival Internacional de Música Avançada e Multimédia foi elevado a um conceito; alterou o formato convencional de música debitada em palcos e tendas montados numa herdade ou no meio de um descampado, e colocou-a, em alta rotação, no coração de uma metrópole. Tornou-se um meeting point para que mentes criativas mostrem as novas tendências da electro music.

A reputação construída ao longo das suas edições, servindo inúmeras vezes como referência premium para outros festivais, pressiona os artistas/produtores a uma preparação minuciosa das suas performances, tal o eco provocado nestes três rápidos dias.

O evento divide-se, as always, em dois momentos, em dois espaços diferentes – o Sónar by Day, que decorre nos três dias; e o Sónar by Night, com que nos brindam nas duas últimas noites.

Um ano depois da transferência do Sónar by Day do Museu D´Art Comteporani de Barcelona (MACBA) para a Fira Montjuic, a organização volta a apostar neste espaço, próximo do famoso espectáculo de luzes da Pl. De Espanya. Este espaço exponenciou o by Day para uma plataforma mais próxima do by Night, sendo que, pela primeira vez este ano, irá prolongar-se até às 23h, pois outrora, por volta das 21h, as pessoas começavam a ser, cordial e ordeiramente, convidadas a pôr as patas na rua.

A Fira Montjuic tornou o Sónar by Day num evento rico em mobilidade e cheio de oxigénio, destacando-se o seu novo espaço, SónarVillage, a céu aberto, amplo e com relva sintética, ideal para um pezinho de dança de havaianas, com o sol de fundo e uma Damm na mão.

Na fase diurna, destaque especial para Richie Hawtin, uma figura global chave da música techno-minimal, com seu alter-ego Plastikman, a apresentar o show “Objekt”, dois meses após a apresentação no Guggenheim em Nova Iorque. Também Bonobo, personagem de proa da label Ninja Tune, irá apresentar-nos o seu sexto álbum, “The North Borders”. Não menos sonante, Trentemoller, o dinamarquês multi-instrumentista, dj e produtor/maestro da electrónica atmosférica marcará também presença.

Como se não bastasse, Neneh Cherry está de volta 16 anos depois e não podia faltar ao Sónar! A irmã sueca de Eagle Eye Cherry vai apresentar o seu novo álbum “Blank Project” produzido por Four Tet. James Holden, o mago/feiticeiro hipnótico, vai a jogo encerrar o by day de sábado que conta com um warm-up de Audion a.k.a. Matthew Dear que promete uma experiência audiovisual ímpar. Não podemos deixar de nos orgulhar dos “nossos” Buraka Som Sistema, pioneiros do intitulado kuduru progressivo que, depois de várias aclamadas actuações no by night, foram transferidos para a luz do dia. Kid Koala, Jon Hopkins, DJ Harvey, Theo Parrish, a última confirmação, Simian Mobile Disco, WhoMadeWho, Matmos e DJ2D2, são alguns dos ingredientes chilli espalhados pelos três dias.

Ao antevermos o Sónar by Night que decorrerá na Fira Gran Via de L’Hospitalet não podemos deixar de mencionar Richie Hawtin que, 24 horas depois de actuar by day, e precisamente um ano depois de ter encerrado a sexta-feira da 20ª edição, promete voltar a ser um agradável pesadelo nocturno. Dez anos depois, os Massive Attack voltam a actuar na cidade blaugrana e atacam o Sónar como cabeça de cartaz, com a sua aliança do trip-hop com propaganda política e exploração audiovisual e tecnológica desenhada por Robert Del Naja. O lendário homem da disco music Chic feat Nile Rodgers, produtor do último álbum dos Daft Punk, realizará uma retrospectiva da sua longa carreira. O já mencionado Four Tet irá converter jazz, rock, hip-hop, reggae e folk em electrónica para o neurónio, no encerramento da última noite. Lykke Li, a vocalista e compositora sueca, será uma das estrelas com a árdua tarefa de vingar o seu pop/soul no meio de milhões de beats. O semi-Deus dos extintos LCD Soundsytem, James Murphy, voltará também a marcar presença. Moderat=Modeselektor plus Apparat vêm apresentar o aclamado pela crítica “II” e será um dos acts imperdíveis. Tiga, Boys Noise, Rudimental, Todd Terje e Caribou estão também entre os mais de 100 artistas já confirmados.

2014 é também o ano em que as ladies estão em número recorde no line-up; Laurel Halo, Jessy Lanza, Nisennenmondai, Inga Copeland, Yelle e Tokimonsta para somar às supramencionadas.

Tudo isto são razões mais que suficientes para visitar o festival urbano de Barça, e quem não puder estar presente não tem razões para se preocupar, pois a RDB irá reportar tudo o que de importante se irá lá passar.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This