Spektrum

Kinda Horny.

A cumplicidade entre o Dj’s e bandas de formato clássico tem vindo a ser assumida com grande força nos últimos anos. A inversão de um circuito de produção maquinal para um processo mais orgânico e menos formatado levou ao aparecimento de projectos que interligam os dois mundos num jogo em que muitas vezes não se entende bem quem se torna na principal força motora.

Os Spektrum foram uns dos primeiros a tomar iniciativa. Propulsionados por facções menos ortodoxas da comunidade DJ tornaram-se numa referência para um conjunto de bandas que aproveitaram o follow-up do sucesso dos primeiros 12”s nas pistas de dança.

«Horny Pony» é um dos primeiros avanços para o novo álbum de Spektrum que será brevemente editado. A sucessão a “Enter the Spektrum” de 2004, não será fácil; com um surpreendente rasgo criativo irromperam no panorama musical pelas mãos da editora alemã playhouse face à indiferença do Reino Unido.

Depois da explosão de «Kinda New», um sucesso tanto na sua versão original como nas versões bombásticas de Tiefschwarz, Spektrum correram mundo digressões com direito a paragem por 2 vezes em Portugal nos últimos 2 anos.

Em palco, a carismática vocalista Lola Loafasoye assume a liderança do quarteto complementado por Gabriel Olegavich, Teia Williams, Isaac Turner. Juntos entrelaçam o punk-funk e a electrónica numa fórmula dançante que continua longe de estar gasta.

Dia 13 de Abril, quinta-feira, voltam à discoteca do Lux, depois de um ano de ausência, para um concerto rodeado de alguma expectativa acerca de possíveis novos rumos de uma banda que deixou marca com o álbum de estreia, com a discrição de 2005 a prometer nova explosão criativa em 2006.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This