Sunn0))) & Earth

Laboratório musical, dia 14 de Março na Casa da Música.

Um dos projectos de mais experimentais e enigmáticos do “metal contemporâneo” actua pela primeira vez em Portugal, acompanhados pela banda que lhes serviu de inspiração e mote para a sua existência. Greg Anderson e Stephen O´Malley aka Sunn0))) actuam no dia 14 de Março na Sala 2 da casa da Música no Porto acompanhados pelos Earth, o projecto do guitarrista Dylan Carlson, aquele que, dizem as más linguas, “arranjou” a arma que Kurt Cobain utilizou para se suicidar.

Com sete discos editados, os Sunn0))) vêm apresentar a Portugal o seu mais recente trabalho, “Black One”, possivelmente aquele que reuniu mais consenso entre a crítica e os fãs. Considerados líderes incontornáveis do doom drone metal, caracterizado por sonoridades sombrias, “cavernosas”, onde o feedback dos instrumentos (guitarra e baixo) é muitas vezes o elemento principal, os Sunn0))) conseguiram no decorrer dos últimos anos captar a atenção da crítica mais “alternativa” e publicações com a Pitchfork têm incluído os seus trabalhos nas listas dos melhores do ano.

“Black One”, o seu último registo de originais e mote para o concerto no Porto, prossegue o trilho deixado pelos seus antecessores mas aproxima-se do black metal mais primitivo. As longas composições sonoras (com faixas acima dos dez minutos) coabitam com temas que, ainda muito longe do formato “canção”, estão mais próximos das “raízes” do black metal. Na casa da Música o projecto vai contar com a colaboração de Malefic (do projecto a solo Xasthur e Twilight), Tos Niewenhuizen (dos Beaver e God) e, ainda por confirmar, Mark Deutrom (ex-baixista dos Melvins).

Depois de terem passado a última década arredados dos palcos, os Earth estão de volta com “Hex: Or Printing in The Infernal Method”, um disco editado no ano passado pela Southern Lord (editora de Greg Anderson). Pioneiros do “drone metal”, o trio formado em 1990 em Washington – e que nos seus primórdios, na cena grunge de Seattle, teve Kurt Cobain a debitar as vozes num tema incluído no disco ao vivo “Sunn Amps and Smashed Guitars” – tem sobrevivido devido a persistência do guitarrista Dylan Carlson e traz consigo a mesma formação que gravou o CD – o barítono Jonas Haskins e a baterista Adrienne Davies.

O encontro entre a música e as sensações está marcado para Terça-Feira, dia 14 de Março e é obrigatório para todos aqueles que não colocam barreiras à percepção. A entrada custa 15 euros. O espectáculo tem início às 22 horas.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This