Super Mario Maker Wii U Nintendo

Super Mario Maker | Análise

30 anos de Super Mario num só jogo

Na passada sexta-feira, dia 11 de Setembro, Super Mario Maker tomou de assalto a Wii U, sendo já considerado por muitos como um dos melhores jogos alguma vez lançados para a consola nipónica. Já deram por vocês a jogar um jogo do canalizador mais famoso do Mundo e pensar: “Este nível é muito fraquinho!” ou até “Mas que fácil, será que os criadores se esforçaram, sequer? Eu tinha feito muito melhor!” Pois bem, então e que tal darem largas à vossa imaginação e criarem vocês os vossos próprios níveis?

Celebrando o trigésimo aniversário de Super Mario, este título acaba de tornar realidade o sonho de milhares de fãs. Por fim, podemos criar a nossa aventura. Para nos servir de inspiração, Super Mario Maker traz de origem cerca de 68 níveis e podemos primeiro jogá-los no modo Desafio 10 Marios. Neste modo são-nos conferidas cerca de 10 vidas (10 Marios) e em circuitos de oito, vamos jogar os níveis criados pelos produtores e reparar que mais do que celebrar o protagonista, este título homenageia toda a série, bem como a evolução que esta tem sofrido ao longo dos tempos.

Sempre que completamos um destes níveis, eles vão sendo desbloqueados na Robocópia (a fábrica de níveis do jogo), para que os possamos repetir, sempre que quisermos. Apesar da experiência que oferecem ao serem jogados ficamos também a perceber que não existem limites para o que podemos criar.

De facto, Super Mario Maker conseguiu o que nem Little Big Planet conseguiu que é fazer-me perder tempo a criar um nível. A minha cara-metade quase que pode ser considerada como uma profissional de Super Mario e agora, também eu posso lançar-lhe desafios na forma de níveis para ela superar. Criar um nível neste jogo é de tal forma intuitivo que não consegui resistir. As horas passaram e eu lá estava, completamente agarrado a esta componente, a fazer testes e mais testes a colocar um Koopa Troopa aqui e ali, uma planta acolá… Quanto mais desenvolvia o meu nível mais segredos ia descobrindo. Com o Stylus, a minha ferramenta de trabalho, acedia à barra de ferramentas e ao retirar um Koopa Troopa de carapaça verde descobri que, se o abanar, este se transforma num de carapaça vermelha. Se quiser fazer dele, ou de outra criatura, um gigante, basta oferecer-lhe um cogumelo. Sim, também funciona com o Bowser. Se quisermos temos até a possibilidade de introduzir sons reproduzidos por nós nos nossos níveis. Querem chamar “cromo” a um amigo enquanto este joga ao vosso nível? Agora podem fazê-lo, só que de forma mais profissional!

Mas atenção que as ferramentas não ficam todas disponíveis, vão ter de as ir desbloqueando. Inicialmente este processo demorava 9 dias e requeria que perdêssemos, pelo menos, 5 minutos por dia no modo de criação de níveis. A comunidade depressa mostrou a sua indignação e rapidamente a Nintendo se prontificou a resolver esta questão apressando o desbloqueio das restantes ferramentas.

Em Super Mario Maker vamos poder jogar e criar níveis ao estilo do original Super Mario Bros. e até de Super Mario Bros. 3, Super Mario World ou New Super Mario Bros. Cada “jogo base” oferece o seu respectivo grafismo, assim como uma forma diferente de jogar com o nosso simpático canalizador. Todos os objectos e obstáculos que sempre marcaram presença nestes títulos estão de regresso em Super Mario Maker e podem ser dispostos por nós, a nosso bel-prazer. Há até espaço para os Amiibos. Podem ser utilizadas nos níveis de Super Mario Bros. e cada uma destas figuras oferece um disfarce ao nosso simpático canalizador. Querem completar um nível na pele pixelizada de Link? E que tal na de Samus ou Sonic? Podem até misturar, vários disfarces no mesmo nível, a escolha é inteiramente vossa.

Só que Super Mario Maker não se fica por aqui e tal como a série LBP,  traz também consigo uma componente social. Depois de criado o nosso nível, podemos simplesmente guardá-lo para jogar em casa com amigos ou podemos ser mais audazes e partilhá-los com o mundo. Para isso temos primeiro de provar que o nível pode ser completado. Como? Jogando-o, claro. Nada de serem “espertinhos” e colocarem uma enorme barreira a bloquear o acesso à bandeira no final do nível. Se vocês, os criadores, não conseguirem completar o nível, este não poderá ser partilhado na comunidade… Que é enorme!

Milhares de utilizadores já partilharam as suas criações, dando provas de que de facto esta é a derradeira experiência de Super Mario oferecendo-nos conteúdo praticamente ilimitado o que se traduz numa longevidade enorme.

Os níveis da comunidade podem ser escolhidos individualmente. É até possível filtrá-los pelo maior número de estrelas conferidas por quem os jogou ou por novidade ou ainda, caso tenha sido partilhada por alguém, pela ID; o código que corresponde ao nível que queremos jogar. Só que, se quisermos, podemos jogá-los à sorte no modo Desafio 100 Marios. Aqui, em vez de 10, temos 100 vidas e os níveis que iremos jogar terão sido desenvolvidos por membros da comunidade. Se acharem que um nível está a ser demasiado difícil, arrastem o ecrã táctil do GamePad e o jogo coloca-vos noutro nível diferente.

É no entanto de salientar a ausência de checkpoints. É que alguns níveis são enormes e, se morrermos, teremos de os recomeçar de novo. O que muitas vezes é desencorajador, tanto para quem os joga, como para quem os cria que terá de ter cuidado em não tornar a sua experiência demasiado implacável sob o risco de ninguém a querer jogar. Pena também é que, à excepção de copiar a ID dos nossos níveis, não há outra forma de descobrir os níveis criados pelos nossos amigos e que a própria filtragem de níveis não nos ofereça mais opções de pesquisa. Algo que ainda temos esperança que venha a ser resolvido num futuro próximo. No entanto, apesar destes tropeços, Super Mario Maker mais do que compensa com o elevado grau de conteúdo que oferece. Se ainda não tinham razões para adquirir uma Wii U, talvez agora queiram pensar duas vezes.

30 anos de Super Mario num só jogo. Esta é a forma mais fácil de resumir Super Mario Maker e, se não vos fez ainda saltar da cadeira para adquirir este título, não sei o que fará. A Nintendo deixou-nos mergulhar no seu caldeirão mágico e o resultado é uma panóplia ilimitada de níveis que temos para jogar, cortesia da enorme comunidade do jogo. Se são fãs do género de plataformas, esta é uma experiência incontornável que não podem deixar escapar!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This