Sylvie Cachin, Todd Verow e Pedro Barão no Queer Lisboa 15

Este ano o Queer Lisboa 15 contará com a presença da realizadora suiça Sylvie Cachin, para apresentar o seu “gODDESSES (we believe we were born perfect)”; do realizador norte-americano Todd Verow, que vai apresentar as suas longas-metragens “The Final Girl” e “Leave Blank”; do realizador sueco Håkon Liu, que apresenta “Miss Kicki”; do realizador grego Panagiotis Evangelidis, para falar sobre o seu documentário “The Life and Death of Celso Junior” e sobre a curta experimental “Diptych: The love that dare not speak its name;” de Hong Khaou, que apresentará a curta “Spring”, e ainda com Pedro Barão, para apresentar a sua curta “Vibratum Vitae”.

Para celebrar o seu 15º aniversário, o Queer Lisboa 15 montou este ano uma exposição evocativa de parte da sua história e que vai ocupar os foyers do Cinema São Jorge, no decorrer do Festival, de 16 a 24 de Setembro. A evocação da memória do Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa, agora denominado Queer Lisboa, será feita através dos seus catálogos, cartazes, postais e outros materiais gráficos, traçando-se assim a evolução da sua imagem, mas também por um conjunto de mais de 100 fotografias das edições passadas do Festival, onde podemos recordar os convidados, júri, equipa e público que passaram pelas nossas salas.

A casa-de-banho masculina do rés-do-chão do Cinema São Jorge vai acolher este ano a Instalação Mansfield 1962, com curadoria de João Laia e integrada na secção Queer Art do Queer Lisboa 15. No Verão de 1962, o Departamento de Polícia de Mansfield, no Estado do Ohio, captou imagens de homens a terem relações sexuais numa casa-de-banho pública, localizada num subterrâneo da principal praça da cidade. O realizador norte-americano William E. Jones encontrou uma versão degradada destas imagens na Internet, tendo depois reeditado as mesmas, de forma a criar este Mansfield 1962, uma inquietante, silenciosa condensação do original.

O acesso à Instalação é gratuito (e aberto a ambos os sexos!) e funcionará de 16 a 24 de Setembro, das 17h à meia-noite.

Uma vez mais, este ano, a agência FUEL associa-se ao Festival, em regime pro bono para a realização da publicidade televisiva do Queer Lisboa 15. Depois do sucesso viral o ano passado do spot do Mister Pink, que bateu recordes de visionamento no You Tube e ganhou diversos prémios em Festivais de Publicidade, a FUEL sugere este ano uma paródia a algumas cenas famosas de clássicos do cinema. Os spots Carro e Pilotos podem ser vistos na RTP 2, televisão oficial do Queer Lisboa 15, bem como na internet. A FUEL assina igualmente o spot de rádio Romeu & Júlio, a passar na Radar, a Rádio Oficial do Queer Lisboa 15, bem como os Mupis que poderão ser vistos espalhados pela cidade de Lisboa.

Carro

Pilotos



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This