Fotografia de Cláudia Florêncio

The Attic

O sótão artístico da Embaixada

No apelidado “bairro cool” de Lisboa, Príncipe Real, e com morada no sótão do espaço comercial Embaixada nasceu o projecto artístico The Attic. Desde o dia 18 de Junho, o último andar do antigo palacete Ribeiro da Cunha é residência de artistas independentes.

A curadora deste projecto, Vania Rovisco, explica que este espaço será uma montra pop-up de arte em constante mudança. Trata-se de uma mostra de artes performativas, plásticas e audiovisuais que se “relacionam e fundem com o espaço” e que, como explica Vania, “bebe da reacção do público” por acontecer num ‘live process’.

O Attic é uma iniciativa da responsabilidade da plataforma artística internacional AADK (Aktuelle Architektur der Kultur, 2008) com actividade em Berlim, Barcelona/Blanca e Lisboa. A apoiar a direcção da bailarina e performer Vania Rovisco está o produtor/artista Diogo Barros Pires e a jornalista Veerle Devos.

A cada dois meses novos artistas são convidados a participar e a acrescentar a sua marca ao Attic. Os artistas são seleccionados, como explicam, com base na sua “relação não-convencional com a arte”, graças à sua “forma de pensar original” e pela sua “abordagem autónoma e independente”.

Este projecto, que lida e dialoga com a arquitectura histórica deste edifício e da própria cidade, contará também com uma série de quatro intervenções na cidade, a realizar no fim do ano, como meio de “promover um dinamismo artístico desafiante” na capital portuguesa.

Em mostra estiveram para já os trabalhos de Matilde Azevedo Neves (com “Miriari” que, através do reflexo “explora a dualidade do amor e do ódio próprios do narcisismo latente na nossa sociedade”), a instalação sonora  “Calving as a sort of manner” de Marcus Rovisco e Bernardo Chatillon, a instalação de colagens e vídeo “Helter Skelter” do belga Burry Buermans, o trabalho do colectivo dois tristes cristos (Hell Yeah & Máximo Albuquerque) “Saudades do Presente” e ainda a performance ao vivo “The wall” de Vania Rovisco.

Poderá visitar o Attic das 18h30 às 22h durante as sessões de Midissage (10 e 11 de Julho/ 25 e 26 de Julho) e de Finissage (31 de Julho e 1 de Agosto). A entrada custa 3€ e reverte para os artistas deste projecto.

Ainda referente aos novos projectos do espaço Embaixada é de assinalar a exposição de Lomografia no 2º piso, bem como, a recuperação que está a ser feita na cave – que já acolhe a pop-up store e pequena esplanada da marca de gin Bulldog – e que se prepara para incluir o restaurante de tapas Atalho.

 

 

Fotografia de Cláudia Florêncio



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This