The Famous Fest 2016 – Nuno Markl & Vasco Palmeirim

The Famous Fest 2015

Espera o Inesperado e, mete os ingredientes num shaker e adiciona o gelo, eram algumas das frases inscritas no flyer desdobrável do evento e que sem perceber muito bem porquê, escolhi à toa. Ou talvez não!

No passado fim-de-semana 25 e 26 de Setembro decorreu na Lx Factory e no Village Underground o The Famous Fest onde se misturaram Humor, Música, Cinema, Exposições e muitas outras formas de Arte totalmente necessárias e imprescindíveis.

Seria correcto falar de todos os intervenientes no Festival desde a primeira nota apontada numa qualquer agenda ou papel perdido no bolso de alguém, para que fosse dado o primeiro passo deste grande evento; até às actividades e interacções ali sucedidas, mas na verdade, seria de todo impossível sem originar um texto excessivamente longo ou um “mini-book”, cujo formato já não estaria adequado a este artigo (embora deveras merecido!).

Foi-me pedido: “traz essencialmente o teu feeling do Festival”!

Por isso mesmo, não escolhi à toa as duas primeiras frases do início – esperei realmente pelo inesperado (slogan muito bem conseguido) que aconteceu inúmeras vezes ao logo do evento! No final do dia 26, meti todos os ingredientes escolhidos e registados no meu brain-shaker e na verdade, tive de adicionar muito gelo para acalmar a ebulição emocional.

Assim, vou fazer a minha Redacção sobre o Famoust Fest com o espírito de uma criança à época de um passado muito recente e, com o mesmo “fetiche” do Nuno Markl pelas grandes e redondas Bolas Nívea espalhadas pelas nossas maravilhosas praias… bem como as excêntricas e elaboradas rimas cantadas por ele e pelo Vasco Palmeirim. Que bela dupla! Ah! E as rimas?! Ah, aquelas rimas foram fenomenais…! Quase tão boas como o exame de condução do Nuno! Já o Vasco cantou todos os “covers/originais” na sua habitual perfeição humorística…e também porque já deve andar a treinar a voz e o espírito para o maior desafio da sua vida – ser Pai!


The Famous Fest 2016 - Nuno Markl & Vasco Palmeirim

 

“O Festival foi muito bonito e divertido – rimos até chorar!

Logo à chegada passámos por baixo dumas letras grandes e luminosas a dizer Lx Factory. Vimos muita gente perdida pelas ruas e pelos restaurantes – não imaginava que a Lúcia Moniz e o Filipe Vargas também sabiam cozinhar como as pessoas normais. Que grande surpresa!

Acho que era por isso que as pessoas circulavam com caras de admiração…!

Fizemos uma corrida até ao Palco 1 para ver o Ricardo Araújo Pereira a fazer um duelo ou um dueto com o António Tabet que eles disseram não ser nada disso. Eu cá acho que era mais um debate – daqueles que os adultos falam e que mostram no telejornal – porque os dois juntos, quase  pareciam dois políticos (dos que fazem rir!) em vésperas de eleições. Ou então era uma espécie de jogo de futebol porque foram apresentados pelo João Manzarra e o Salvador Martinha como se fossemos ver um “Encontro Portugal / Brasil”. É isso – era um debate sobre um jogo de futebol dos importantes, porque falaram do Cristiano Ronaldo, neons, pessoas convencidas, bolas e “saco azul”.

The Famous Fest 2015 - Ricardo Araújo Pereira & António Tabet & João Manzarra & Salvador Martinha

Queríamos ver e assistir a tudo mas foi impossível porque eram muitas salas, pavilhões e autocarros no cimo de escadas – daqueles antigos – cheios de gente que ria, conversava, e se passeava em todas as ruas. Até encontrámos quem escolheu festejar o dia de Aniversário no Festival – muito original a ideia – assim, até tinham lá os Dj’s para lhes animar a festa.

Vimos várias Exposições – numa delas, tinham desenhado um tubarão e um mergulhador que parecia um daqueles senhores que foram à lua. À saída tirei um cartão com uns peixinhos que dizia Teresa Esgaio e Mergulho.

Fomos a uma sessão de Cinema com um actor que também é realizador e que se chama Pedro Hossi – na apresentação do filme Man and Woman, fixei uma frase dele que achei muito importante: “se há coisa que tenho são bons amigos”…bonito não é?!

Observámos uma menina que pintava letras pretas numas janelas pintadas de branco num muro de tijolo. Chama-se Rita – Wasted Rita.

Famous Fest 2015 - Rita – Wasted Rita

Fizeram também uns jogos de palavras lidas e faladas, com o nome de Poetry Slam, onde misturaram música, vídeo e outras artes.

No pavilhão do Palco 1 também agitaram nos shakers durante os dois dias, umas bebidas especiais onde havia uma outra menina com um galo que tirava selfies e se chamava The Famous Grouse.

Gostámos muito dos Cantadores de Histórias porque nos contaram muitas coisas de quando eram pequeninos e de agora que já são pequenos-grandes, tocaram e trocaram canções ao ponto de nos fazer acreditar que todas as crianças podem realizar os seus sonhos. Por um minuto, vi a Luísa Sobral distraída e perdida no meio da sua “casinha de músicas infantis”, enquanto o Miguel Araújo cantava, acompanhado pelo bem disposto e disparatado Tatanka que eu não conhecia. Antes disso, já tinha eu andado perdida no meio do meu arco-íris, envolvida com a voz única e doce da Luísa – quase passeei nas nuvens!

Também estava muito curiosa com o quê e, com quem o Fernando Alvim iria revelar porque ele acredita que os talentos dos amigos podem mudar o mundo (eu às vezes também acredito em coisas parecidas). Além disso, parece-me que se a lupa aumenta o tamanho dos dentes do Alvim na fotografia do papel, também consegue aumentar muita coisa que ouço os adultos dizerem que está cada vez mais pequeno e difícil de encontrar…!

O que não foi nada difícil de encontrar foi o “piano mágico” do Filipe Melo – disseram-me em segredo que ele mesmo também faz magia com as teclas. Em volta estavam o Manuel João Vieira e a Gisela João com uma voz da cor do Sol de Portugal.

The Famous Fest 2015

No final, usei “poderes especiais” para crescer num instante e poder ouvir o Bruno Nogueira a conversar com os amigos e a fazer partidas às pessoas pelo telefone. Eles falaram em Português mas houve muita coisa que agora tenho de ir ao dicionário das “edições Nêspera” qualquer coisa, para conseguir decifrar…! Já sabia que o Nuno Markl e o Bruno eram amigos mas foi uma surpresa ver que o mágico do piano Filipe Melo, também se dava muito bem com eles.

É bom quando as pessoas se entendem bem.

É melhor quando nos rimos por isso.

(Espero que a esta altura já estejam algumas notas e apontamentos perdidos no bolso de alguém para preparar o próximo Famous Fest 2016!)

 

* * *

 

E agora para falar a sério, é de enaltecer e louvar iniciativas e organizações que dão vida a este tipo de eventos.

A marca The Famous Grouse, a H2N, a Rádio Comercial e a Sic, também merecem umas letras grandes e bem iluminadas de PARABÉNS por darem “corpo físico” a iniciativas como esta, bem como todos os elementos que se movimentaram incessantemente e quase sem darmos conta, para que tudo funcionasse o melhor possível.

A título pessoal, deixo o meu sincero obrigado ao Hugo Nóbrega que, no final de tudo e após um excessivo desgaste se disponibilizou sem hesitações e com muito “boa onda” a esclarecer algumas das minhas curiosidades sobre o Evento.

Perguntei se o facto deste Festival ter tido a junção de Artes de tantas áreas diferentes, tinha sido pedido e/ou sugerido pelos interessados?!

Obtive uma inesperada resposta enérgica, já cheia de sonhos e projectos futuros a realizar no próximo ano, afirmando que tudo tinha sido um processo de crescimento gradual e experiências adquiridas com os festivais anteriores, a serem utilizadas e ainda mais desenvolvidas nos futuros, bem como uma acumulação de ideias possíveis de serem executadas a vários níveis culturais e artísticos.

Além do agradecimento ao Hugo Nóbrega o Rua de Baixo também salienta o profissionalismo da Mirian Almeida que esteve sempre disponível para articular todas as movimentações necessárias ao nosso desempenho em todo o espaço do evento.

 

Ps. “Se há coisa que tenho são bons amigos…” – obrigado aos meus pela paciência, por entenderem a minha ausência física e um especial obrigado à profissionalíssima amiga Renata Paulo que me documentou fotograficamente todo o Festival.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This