The Hospitals @ ZDB

Holmes Place.

Noite quente esta, na ZDB. Atenção, quente num determinado sentido, já que lá fora, pleno Bairro Alto, o frio era muito. Frio de Dezembro, vésperas de Natal, altura de compras natalícias. Por falar nisso, o Bairro Alto tem umas lojas óptimas para algumas lembranças que queiramos ofertar aos mais queridos. Fica a sugestão.

Mas não é isso que interessa, pelo menos para este artigo. Os ‘tugas If Lucy Fell juntaram-se aos norte-americanos The Hospitals para uma noite de suor e energia como há muito não se via no palco da ZDB. Lembram-se daqueles concertos punk manhosos de liceu, onde se ensaiavam pela primeira vez alguns movimentos de mosh e stage diving? Certo, a música não prestava para nada, mas valia pela sensação de libertação e do aliviar do stress que eram os testes do 9º ano.

“Holmes Place”? Sim, Holmes Place. Título justificável pelos litros de suor que se notavam nas roupas de uma boa parte da audiência desta noite de rock. Provavelmente valeu por umas boas horas de bicicletas e passadeiras num qualquer ginásio que por aí ande.

O público da ZDB, com pouca gente de idade inferior a 25 anos, voltou nesta noite, efectivamente, à sua adolescência. Nem tanto nos If Lucy Fell, potentes, competentes, esforçados, mas não correspondidos pelo público, mas mais durante o concerto dos The Hospitals, verdadeira celebração musical, com momentos onde mais parecia que a casa vinha abaixo. O vocalista dos If Lucy Fell e o pessoal do Fórum Sons impulsionaram o mosh, ao passo que o baterista/vocalista da banda ia provocando os voyeurs que observavam, da janela da galeria, o verdadeiro motim que se ia passando lá dentro. Os The Hospitals são bateria, voz e guitarra. São pujança, garra, atitude, uma força sonora difícil de explicar. Não são muito bons, longe disso, mas conseguem agitar ondas por onde passam. Isso é certo.

O público, meia casa, gostou. Viu-se gente a cair, gente a voar, socos, pontapés. Noite engraçada, valeu, contudo, mais pelo saudosismo de atitudes e postura que pela música em si.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This